Teresina - PI

Regina Sousa diz que nome de Gil Carlos não foi avaliado pelo PT

“Eu não quero discutir isso porque não saiu de nenhuma instância partidária. Então, a instância partidária deliberou pelo meu nome", disse a senadora.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A senadora piauiense Regina Sousa (PT) preferiu não comentar o interesse do presidente da APPM e prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), em disputar o cargo de senador na chapa do governador Wellington Dias (PT) esse ano. Ela lembrou que o nome do gestor não foi avaliado pelas instâncias do Partido dos Trabalhadores e que, portanto, a priori Gil não entra nas discussões oficiais acerca de composição de chapa.

“Eu não quero discutir isso porque não saiu de nenhuma instância partidária. Então, a instância partidária deliberou pelo meu nome. Todo nome que quiser entrar tem que levar para a instância, vai ter que fazer uma discussão, é direito. No PT não é fechado, apesar deles terem deliberado pelo meu nome. Mas, se aparece outro nome a gente tem obrigação de discutir”, analisou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senadora Regina SousaSenadora Regina Sousa

A senadora disse ainda que tem sentido o apoio dos piauienses por onde tem percorrido. “Só vou discutir quando a instância chamar. Está todo mundo defendendo meu nome, é isso que a gente percebe por onde ando. Mas, tem o governador porque não tem como fazer qualquer coisa sem passar por ele”, disse Regina.

A petista vai cumprir agenda no Sul do Piauí na próxima quarta-feira (10). “Eu pretendo continuar a minha caminhada. Estou indo dia 10 para a região Sul do Piauí. Vou visitar dez municípios naquela região. Vou para o Morro Cabeça do Tempo, Curimatá, Júlio Borges, bem longe. Onde ninguém quer ir eu vou”, disse ela.