Altos - PI

Sesapi e Sejus reforçam atendimento a presos com infecção em Altos

Segundo a Sejus, na unidade foi instalada uma enfermaria para o atendimento e acompanhamento dos internos.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesapi) e Secretaria de Justiça (Sejus), informou neste domingo (24) que está reforçando o atendimento aos detentos da Cadeia Pública de Altos (CPA) que estão com infecção. O GP1 apurou que mais de 20 presos deram entrada em hospitais com mordidas de ratos nos pés.

Segundo a Sejus, na unidade foi instalada uma enfermaria para o atendimento e acompanhamento dos internos e aqueles que apresentam sintomas mais graves são transferidos para o Hospital da Polícia Militar (HPMPI) ou para o Hospital Getúlio Vargas (HGV). No HGV, uma nova ala, com 20 leitos, está sendo organizada para o tratamento desses casos.

  • Foto: Alef Leão/GP1Cadeia Pública de AltosCadeia Pública de Altos

Até o momento, 23 detentos estão internados e a Secretaria de Justiça alega que a suspeita seja de uma infecção por contaminação da água. Desde de a primeira infecção, a Sejus realizou a limpeza da caixa d’água e tubulação da unidade, bem como a implementação de tratamento da água. Também foi instalado um dosador de cloro no poço. Enquanto a situação é resolvida, internos e servidores consomem água mineral.

“Estamos dando atenção especial para a situação. Desde a detecção dos casos todo o tratamento necessário está sendo oferecido. Na enfermaria da Cadeia de Altos temos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que estão fazendo o acompanhamento, tratamento e encaminhamento dos detentos. Todos estão sendo atendidos”, disse o secretário de Justiça, Carlos Edilson.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Carlos EdilsonCarlos Edilson

Quatro detentos já morreram

Por conta desta infecção, já foram registrados quatro óbitos de detentos. Neste domingo (24) morreu Robert Ozeas da Silva Pereira, que estava internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com o agravamento de um quadro infeccioso.

O detento é um dos internos da unidade prisional que passaram a apresentar sintomas de infecção desde o dia 07 de maio de 2020. Ele estava internado no hospital desde o dia 18 e é o quarto preso da Cadeia de Altos que morre em menos de 20 dias.

No dia 14 de maio, um preso de iniciais F. W. M. S morreu por conta de um quadro agudo de insuficiência renal, associado a septicemia e pneumonia. Cinco dias depois, no dia 19 de maio, um detento identificado como Martoniel Costa Oliveira, também morreu no HUT.

A morte mais recente é do preso identificado como Jeferson Linhares Silva, que faleceu na última sexta-feira (22) no Hospital de Urgência de Teresina. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Morre no HUT quarto detento da Cadeia de Altos com quadro infeccioso

Mais de 20 detentos da Cadeia de Altos estão internados em Teresina

Detentos da Cadeia de Altos dão entrada em hospital com mordidas de ratos