Teresina - PI

Soldado é condenado a 12 anos de prisão por homicídio em Teresina

A sentença do Conselho Permanente de Justiça foi dada na última segunda-feira (14).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Conselho Permanente de Justiça, presidido pela juíza Valdênia Moura Marques de Sá, condenou o soldado da Polícia Militar do Piauí aposentado, Josenildo Gomes Pereira, a 12 anos de prisão pelo homicídio praticado contra o cabo Flávio da Silva Santos ocorrido em 2012. A sentença foi dada na última segunda-feira (14).

Segundo denúncia do Ministério Público Militar, no dia 12 de abril de 2012, volta das 9 horas, os militares estavam trabalhando na reforma do PPO (Posto de Policiamento Ostensivo) do Povoado Alegria, em Teresina, quando por volta das 11 horas, foram até um bar onde ingeriram bebida alcoólica.

Já à noite, foi ouvido um disparo de arma de fogo e o barulho de alguma coisa caindo de cima do telhado, que seria o denunciado, tendo este procurado sua arma, saindo, logo após, de forma desnorteada, em sua moto.

Consta que Josenildo relatou que a discussão entre os dois se deu porque o serviço da reforma teria que terminar naquele dia, e já estava anoitecendo.

Na sentença foi destacado que “ficou unicamente provado que o acusado lesionou fatalmente um colega de farda desarmado”. Ao final o soldado foi condenado a 12 anos de prisão, em regime fechado. Josenildo está solto.