Teresina - PI

Strans apreende veículos de Uber durante blitz em Teresina

Todos os carros foram recolhidos ao pátio do Detran, e os motoristas do Uber terão de pagar multa correspondente a 300 vezes o valor da tarifa de transporte público, que custa R$ 3,30.

THAIS GUIMARÃES
- atualizado

Quatro motoristas que trabalhavam com o sistema de transporte Uber tiveram seus veículos apreendidos em uma blitz realizada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) na tarde desta quinta-feira (12) na Avenida Maranhão, nas proximidades do bairro Saci, zona sul de Teresina.

A blitz foi realizada em parceria com a Polícia Militar do Piauí, por meio da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) e do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE). De acordo com a assessoria de comunicação da Strans, durante a ação foram apreendidos sete veículos, dentre este número, quatro estavam fazendo o que foi caracterizado como “transporte clandestino de passageiros”.

  • Foto: DivulgaçãoUberUber

Todos os carros foram recolhidos ao pátio do Detran, e os motoristas do Uber terão de pagar multa correspondente a 300 vezes o valor da tarifa de transporte público, que custa R$ 3,30, o que equivale a R$ 990,00.

Uber divide opiniões

Com menos de dois meses de funcionamento em Teresina, o meio de transporte alternativo tem dividido a opinião pública. A população em geral tem elogiado o serviço pelo baixo custo (aproximadamente metade do preço de uma corrida de taxi), enquanto os taxistas querem o fim do sistema na Capital, além dos órgãos de fiscalização, que fiscalizam com o objetivo de impedir a circulação do Uber, por este ainda ser considerado como transporte clandestino.