Canto do Buriti - PI

TCE reprova prestação de contas do prefeito Marcos Nunes

No julgamento foram analisadas irregularidades relacionadas a abertura de créditos suplementares superior ao limite autorizado na LOA e despesa de pessoal do executivo acima do limite legal.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) decidiram reprovar as contas de gestão e de governo do prefeito de Canto do Buriti, Marcos Nunes Chaves, mais conhecido como Marquinhos, referente ao exercício financeiro de 2016. A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE de 23 de dezembro.

No julgamento foram analisadas irregularidades relacionadas a abertura de créditos suplementares superior ao limite autorizado na LOA, despesa de pessoal do executivo acima do limite legal, não atualização do montante da dívida municipal, ausência de licitação e contratos, entre outras coisas.

Os conselheiros então decidiram pela emissão de parecer prévio pela reprovação das contas de governo e pela reprovação das contas de gestão do exercício financeiro de 2016. Eles ainda aplicaram multa de 1.500 UFR-PI ao prefeito Marquinhos, que corresponde a R$ 5.130 mil.

Participaram do julgamento os conselheiros Waltânia Maria Nogueira de Sousa Leal Alvarenga, Delano Carneiro da Cunha Câmara e Alisson Felipe de Araújo, além do representante do Ministério Público de Contas, o procurador Márcio André Madeira de Vasconcelos.