Teresina - PI

Vereador Dudu diz que Paixão deve aceitar resultado das urnas

“O Paixão tem que aceitar o resultado das urnas de Teresina sob pena dele estar questionando as instâncias partidárias”, declarou Dudu.

Wanessa Gommes
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina

Nesta terça-feira (10), Gilberto Paixão, presidente do Diretório Municipal do PT de Teresina, teceu duras críticas ao vereador Dudu e ao suplente de deputado estadual Cícero Magalhães, que foi eleito para comandar a Executiva, no último domingo (08).

Para Paixão, Dudu e Magalhães usaram os 2.500 filiados como massa de manobra apenas para ter um resultado positivo nas eleições em Teresina.

Em entrevista ao GP1, Dudu lamentou a postura de Gilberto Paixão. “Quero lamentar. A gente tem que ter a hombridade e a humildade em ganhar e também em perder. Não quero aqui dizer que 150 mil filiados do Brasil são massa de manobra, não quero acreditar que o Assis foi eleito com massa de manobra porque foram 15.000 novos filiados no Piauí. Respeito a decisão da maioria dos delegados eleitos com os votos das bases dos filiados”, afirmou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereador Dudu Vereador Dudu

“O Paixão tem que aceitar o resultado das urnas de Teresina sob pena dele estar questionando as instâncias partidárias”, declarou.

Dudu rebateu dizendo que Paixão tentou aplicar um golpe juntamente com o seu grupo para tirar os 2.500 filiados da votação. “Não entendo como massa de manobra aqui, em Teresina. Alguns tentaram dar o golpe na democracia interna do partido, como foi o caso do Paixão e do grupo dele. Marcaram e articularam junto com o grupo do Assis na Executiva Estadual para permanecer tirando esses filiados”, disparou.

“Então, desses 2.500 o Paixão tem que agradecer que a maioria não foi votar porque não teve tempo. Foi decidido no final, na terça-feira pela Executiva Nacional. Foi estabelecido um golpe que tinha sido dado no Diretório Municipal pelo Paixão e o grupo dele e no Estadual pelo grupo do Assis e a Nacional restabeleceu a democracia do partido”, completou.

Dudu enfatizou que o PT é maior do que todos e voltou a afirmar que Paixão deve aceitar o resultado. “Não entendo que o PT seja meu, de A, de B ou de C. O PT é maior do que todos nós e o Paixão tem que aceitar o resultado, construir esse partido juntos como sempre fizemos. Espero que ele se levante dessa eleição e vá cuidar da campanha dele também”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Paixão critica Dudu e Cícero e diz que PT Nacional o prejudicou

Deputado Assis Carvalho é reeleito presidente estadual do PT

Cícero Magalhães diz que quer unir o PT para as eleições de 2020