Política

Wellington Dias afirma que não vai interferir na escolha do novo presidente do PT

“A direção do PT é quem está cuidando do PT”, explicou o governador durante entrevista ao GP1 nesta segunda-feira.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O governador Wellington Dias (PT-PI) não pretende interferir nas discussões que vão definir o novo presidente do Diretório do PT, que era dirigido pelo deputado federal Assis Carvalho, que faleceu no último dia 05 de julho aos 58 anos, vítima de infarto.

Durante entrevista ao GP1, na manhã desta segunda-feira (13), o governador deixou claro que as deliberações sobre o assunto ficarão a cargo dos líderes que compõem o diretório. “A direção do PT é quem está cuidando do PT”, explicou o governador.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias Governador Wellington Dias

Deputado no comando

O Partido já sinalizou que o comando será dado a um deputado e o nome mais cotado até esse momento, tem sido o do parlamentar estadual Franzé Silva que, em recente entrevista à nossa reportagem, esclareceu que não haverá disputas internas e que a definição se dará na base do consenso.

“Não há ambiente de disputa, será escolhido aquele que tiver maior entrosamento e confiança dos membros da Executiva. Tudo indica que será um dos deputados estaduais. Nosso foco é manter a unidade em torno do planejamento que já estava feito para a eleição de 2020. Estamos à disposição”, declarou Franzé.

Reunião

Nesta semana, o Diretório do PT vai realizar a primeira reunião após o falecimento de Assis Carvalho. O objetivo é chegar a decisão o mais breve possível.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deputado federal Assis Carvalho morre aos 58 anos em Oeiras

“Não há ambiente de disputa”, diz Franzé Silva sobre Diretório do PT

Franzé Silva se coloca à disposição para assumir diretório do PT