GP1

Teresina - Piauí

Georgiano Neto discorda que partidos fiquem com duas vagas em chapa

“Não é justo, porque nós temos aí mais de uma dezena de partidos na base do Governo e apenas dois ou três partidos indicarem os quatro cargos majoritários”, ponderou o deputado.

O PSD discorda integralmente da possibilidade de um único partido ficar com duas vagas na chapa do governador Wellington Dias (PT-PI) como tem sido cogitado. Isso ficou claro nas declarações do deputado estadual, que afirmou não ser justo regalias para algumas legendas tendo em vista a amplitude da base aliada.

Partidos como Progressistas e PT não escondem o desejo de manter dois espaços no grupo majoritário. “Não é justo, porque nós temos aí mais de uma dezena de partidos na base do Governo e apenas dois ou três partidos indicarem os quatro cargos majoritários”, ponderou o deputado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Georgiano NetoGeorgiano Neto

Para Georgiano, a melhor solução seria contemplar os maiores partidos da base para assim, formar uma chapa competitiva. “A maneira mais democrática é prestigiar os maiores partidos da base, aqueles que têm os maiores nomes, capazes de se viabilizar e fazer com que a chapa seja totalmente vitoriosa”, disse o parlamentar.

O PSD trabalha para conquistar o cargo de senador na chapa de Wellington Dias e indicar o nome do deputado federal Júlio César Lima para o cargo majoritário. “Ele é um municipalista, tem trabalho prestado em várias áreas e isso é reconhecido em todo o Brasil. Como senador o deputado Júlio vai poder contribuir muito mais com o estado do Piauí”, disse Georgiano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Aliados não aceitam 2 vagas para o PT na chapa de Wellington Dias

Ciro Nogueira revela condição para aceitar o PT com duas vagas

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.