GP1

Teresina - Piauí

Tribunal Regional Eleitoral lança sistema de julgamento virtual

 As vantagens esperadas do sistema são a otimização de gestão e fornecimento de dados com segurança para a tomada de decisões.

Na manhã dessa sexta-feira (7), o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), lançou a ferramenta "Business Intelligence (BI)". O objetivo é sistematizar e otimizar dados gerais e específicos facilitando o acesso e atuação de gestores. O evento aconteceu no auditório do TRE-PI, localizado na Praça Edgar Nogueira, centro de Teresina.

Thiago Mendes de Almeida Ferrer, juiz membro do TRE-PI, informou ao GP1 que o ambiente virtual desenvolvido no Piauí é pioneiro no Brasil e que acompanha as atuais demandas da sociedade, buscando dar mais celeridade aos processos.

“É um sistema de julgamento em ambiente virtual que vem justamente para incrementar ainda mais essa nova realidade que vivemos. É um complemento ao Tribunal de Justiça Eletrônico (TJE). O presidente do TRE do Rio Grande do Norte (TRE-RN) veio nos prestigiar pela iniciativa pioneira, para implementar futuramente lá”, afirmou o juiz.

De acordo com o presidente do TRE-RN, Glauber Nunes, o sistema é vai viabilizar um melhor atendimento à população. “Identifico nesta visita, ações que penso serem pioneiras como o galpão das urnas e o cartório descentralizado. Essa prática se aproxima do eleitor e oferece serviços ao cidadão. Iremos levar isso para o Rio Grande do Norte. A sessão virtual chega nesse conjunto de boas práticas que vem sendo exercida”, pontuou o presidente.

Entre as principais vantagens esperadas do sistema estão a otimização de gestão e fornecimento de dados com segurança para a tomada de decisões, pois, com o acesso a esses dados, pode-se interferir em questões relacionadas à produtividade de servidores, performance de execução financeira, recursos humanos e materiais. O sistema também pode ser acessado por celulares em qualquer lugar.

O desembargador Francisco Antônio Paes Landim Filho, presidente do TRE-PI, disse que é necessário que sejam atualizadas as formas do Tribunal estar exercendo suas funções e de visualizar os processos.

“Uma das grandes invenções da humanidade é o processo. Sem processo, com certeza, os nossos direitos estariam reconhecidos, os nossos interesses não seriam objeto de julgamentos justos. Vamos seguir com o tempo, nos atualizando sempre”, finalizou o desembargador.

Entre os setores do TRE-PI envolvidos na criação do sistema estão a Assessoria de Planejamento e Gestão Estratégica (ASPLAN), Coordenadoria de Orçamento e Finanças (COOF), Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) e Coordenadoria de Contratações e Patrimônio (COCONP). Já do TRE-GO participam os servidores, analistas e desenvolvedores da Assessoria de Apoio à Governança e Gestão Estratégica (AAGGE) e do Laboratório de Inovações.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.