GP1

Saúde

Moradores disputam espaço com lixo em calçada na Avenida das Hortas

No trecho de aproximadamente 1 km é possível encontrar lixo doméstico em meio ao resto de capina das hortas e até um pé de milho, que nasceu durante o tempo que o material ficou acumulado no

Lucas Dias/GP1 1 / 12 Pé de milho nasceu no meio do lixo acumulado Pé de milho nasceu no meio do lixo acumulado
Lucas Dias/GP1 2 / 12 Lixo doméstico espalhado pela calçada Lixo doméstico espalhado pela calçada
Lucas Dias/GP1 3 / 12 Dona Maria do Desterro lamenta a falta de limpeza no local Dona Maria do Desterro lamenta a falta de limpeza no local
Lucas Dias/GP1 4 / 12 Lixo espalhado pela avenida das hortas Lixo espalhado pela avenida das hortas
Lucas Dias/GP1 5 / 12 Pneus encontrados no lixo Pneus encontrados no lixo
Lucas Dias/GP1 6 / 12 Ventilador encontrado no local Ventilador encontrado no local
Lucas Dias/GP1 7 / 12 Garrafas espalhadas em meio ao lixo Garrafas espalhadas em meio ao lixo
Lucas Dias/GP1 8 / 12 Lixo por toda extensão da avenida Noé Mendes Lixo por toda extensão da avenida Noé Mendes
Lucas Dias/GP1 9 / 12 Resto de madeira no meio do lixo Resto de madeira no meio do lixo
Lucas Dias/GP1 10 / 12 Resto de materiais de construção Resto de materiais de construção
Lucas Dias/GP1 11 / 12 Lixo espalhado pela calçada Lixo espalhado pela calçada
Lucas Dias/GP1 12 / 12 Mato acumulado na calçada Mato acumulado na calçada

O GP1 flagrou, na manhã desta sexta-feira (06), o descarte irregular de lixo no calçadão da Avenida Noé Mendes, mais conhecida como Avenida das Hortas, na região do Grande Dirceu, zona sudeste de Teresina.

No trecho de aproximadamente 1 km é possível encontrar lixo doméstico em meio ao resto de capina das hortas e até um pé de milho, que nasceu durante o tempo que o material ficou acumulado no local. Em entrevista ao GP1, a moradora do Dirceu I, Maria do Desterro, afirmou que passa diariamente na calçada e precisa dividir o espaço com o lixo acumulado.

“Aqui é local onde as pessoas fazem caminhada e passam por aqui, mas desse jeito a gente tem dificuldade e isso termina prejudicando até mesmo a nossa saúde. Tem lixo doméstico, que o pessoal traz de casa e deposita aqui e pneus também, que é um prato cheio para o mosquito da dengue. Até para passar é arriscado, a gente tem caminhar no meio do lixo, pois não tem como descer para a avenida, que é muito movimentada”, frisou a moradora.

O servidor público Marcos André garantiu que o problema é antigo e deixou de fazer caminhada no calçadão por conta do lixo. Ele criticou os moradores que despejam entulho e impedem a passagem de pedestres.

“Eu sempre passava por aqui, mas deixei por conta dessa situação. O pessoal da horta faz a capina, joga o material na calçada e os vizinhos aproveitam, colocam sacola, móveis. Agora um lugar desse imundo, sujo, prejudica quem vive por aqui, porque tem de tudo”, relatou.

O que diz a SDU Sudeste

Em entrevista ao GP1, na manhã desta sexta-feira (06), o superintendente Evandro Hidd ressaltou que diariamente a equipe de limpeza da SDU faz o recolhimento do lixo e outra equipe realiza fiscalização na área e, em alguns casos, os responsáveis pelo descarte irregular do material são multados.

“No ano passado, fizemos uma ação conscientização e de educação ambiental com relação a descarte irregular desse lixo. No segundo momento, nós entramos com uma ação punitiva, autuando e multando aquelas pessoas que insistiam em jogar o lixo naquela área. Aquela região é um ponto crítico que nós temos, mas estamos iniciando as obras de revitalização das hortas comunitárias, que vão mudar aquela situação. No entanto, uma pequena parte da população precisa ter consciência de que isso gera despesa e perda de recursos. Só para se ter uma ideia, nesse recolhimento de lixo em local irregular a SDU Sudeste gasta por mês R$ 100 mil a mais, então é um problema crônico que estamos tentando resolver. Nós temos um recolhimento do material diário no local e é isso que espanta a gente, pois se a gente recolhe de manhã, à tarde está do mesmo jeito”, pontuou.

Evandro Hidd reforçou que uma equipe de limpeza já está recolhendo o material desde o início da manhã e vai percorrer toda a extensão da avenida para retirar o lixo.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.