GP1

Teresina - Piauí

Motoristas e cobradores iniciam greve dos ônibus em Teresina

A greve acontece por tempo indeterminado em reivindicação a não assinatura da convenção coletiva.

Motoristas e cobradores de ônibus iniciaram nesta quinta-feira (28) uma nova greve do transporte público por tempo indeterminado em Teresina. Os trabalhadores reivindicam a assinatura da convenção coletiva de trabalho por parte dos empresários, representados pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro-PI), Ajuri Dias, a greve foi discutida e aprovada em assembleia da categoria nesta quarta-feira (27) e só deve encerrar com a convenção coletiva de trabalho.

Foto: Alef Leão/GP1Ônibus vazio
Ônibus vazio

“A pauta principal é a questão da assinatura da convenção coletiva. Assinando a convenção coletiva, a gente regulamenta a nossa jornada de trabalho, nosso salário, os benefícios, tudo é regulamentado. Nós estamos com dois anos sem convenção, não aguentamos mais”, disse Ajuri Dias ao GP1.

Convenção só será assinada em janeiro, diz Setut

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) se pronunciou na manhã desta quarta-feira (27), sobre a greve por tempo indeterminado, deflagrada pelos motoristas e cobradores de ônibus em Teresina.

Conforme a empresa, o acordo coletivo, principal pauta dos motoristas e cobradores de ônibus, só será discutido em janeiro. “O Setut reforça que a possibilidade de assinatura da Convenção Coletiva com os trabalhadores deve ser discutida em janeiro de 2022, conforme data base, determinada por lei”, diz trecho da nota enviada pelo Setut.

Strans diz que 240 veículos foram cadastrados para suprir greve

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), comunicou, nesta quarta-feira (27), que devido a possibilidade da greve dos motoristas e cobradores do transporte público de Teresina, o órgão vai colocar nas ruas o total de 240 veículos, nesta quinta-feira (28), para suprir e atender a necessidade do usuário, em todas as regiões da Capital.

Segundo a Gerência de Planejamento de Transporte Público, o objetivo é fornecer o serviço ao usuário do transporte público e evitar problemas para minimizar os prejuízos causados durante a greve. A Strans irá colocar esses veículos para circular durante todo o período de paralisação.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.