GP1

Teresina - Piauí

Kleber Montezuma admite que pode deixar o PSDB para disputar Senado

O ex-secretário explicou que sua saída vai depender da construção da chapa para as eleições de 2022.

O ex-secretário de Educação de Teresina, Kleber Montezuma, pode deixar o PSDB. Em entrevista ao GP1 na noite dessa quinta-feira (07), ele explicou que o martelo ainda não batido, e que sua saída vai depender da construção da chapa para as eleições de 2022.

Montezuma, que disputou a Prefeitura de Teresina nas eleições do ano passado, disse que se for confirmada sua pré-candidatura ao Senado Federal ele terá que deixar o partido tucano, isso porque o ex-prefeito Sílvio Mendes já vai compor a chapa majoritária da oposição pelo PSDB.

Foto: Lucas Dias/GP1Kleber Montezuma
Kleber Montezuma

"Em se confirmando a minha pré-candidatura ao Senado eu vou ser obrigado a deixar o PSDB, já que na chapa já temos o doutor Sílvio que é do partido. O PSDB não tem densidade para ter dois espaços nessa chapa", destacou o ex-secretário de Educação.

Possíveis destinos

Kleber Montezuma indicou que já tem possíveis destinos, caso sua saída do PSDB se concretize. "Estou conversando com Cidadania, Avante e PDT, mas ainda não tem nada definido. Essa é uma decisão que vamos tomar mais pra frente, até pela nova regra da federação", finalizou.

Washington Bonfim

Caso deixe o PSDB, Montezuma se juntará ao ex-secretário de Planejamento de Teresina, Washington Bonfim, que confirmou ao GP1 nesta quinta (07) que vai se desfiliar da sigla tucana. O professor, que era considerado um dos grandes quadros da sigla tucana, afirmou que vai se filiar ao Cidadania.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.