GP1

Teresina - Piauí

Podemos passa por mudanças e se prepara para entrada de JVC

O empresário Arthur Feitosa confirmou sua saída da Secretaria Geral Executiva Estadual do Podemos.

Algumas mudanças começaram a ser feitas no Podemos do Piauí com a iminente chegada do ex-senador João Vicente Claudino (PTB), que pretende concorrer ao cargo de governador do Estado em 2022. Uma das modificações ocorreu com a saída do presidente do Movimento Empreender Piauí (Move), o empresário Arthur Feitosa, da Secretaria Geral Executiva Estadual do Podemos.

A movimentação foi feita de comum acordo para que assim JVC, juntamente com seu grupo político, possa estruturar o partido. A informação foi confirmada ao GP1 neste sábado (20) pelo próprio Arthur. Na sua visão, com a entrada do ex-senador, são reais as chances de a sigla ter papel de protagonismo no pleito do ano que vem.

Foto: Germana Chaves/GP1Arthur Feitosa
Arthur Feitosa

“Estou me retirando da Secretaria Geral da Executiva Estadual do Podemos, abrindo espaço para aqueles que melhor possam contribuir com nossa política. Acredito que agora o Podemos será um partido grande que sempre almejamos. A vinda do João Vicente deve ser comemorada por todos como uma oportunidade ímpar, de juntar um excelente quadro da política com um partido limpo e com grandes lideranças nacionais”, avaliou o empresário.

“As funções voluntárias que exerço como presidente do Move e como Secretário Geral da Executiva Estadual do Podemos no Piauí, são completamente incompatíveis, principalmente, pelo ambiente hostil que a política tem nos obrigado a palmilhar”, acrescentou Feitosa.

Alinhado

Arthur Feitosa disse ainda que pretende contribuir com o fortalecimento do Podemos. “Vou contribuir de outra maneira. Estou me afastando da Secretaria Geral, mas não desse objetivo de ver mudanças na política do Piauí”, afirmou Feitosa.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.