GP1

Teresina - Piauí

Wellington Dias comemora liderança na pesquisa do Instituto GP1 para o Senado

“Confiança das pessoas citadas na pesquisa nos enchem de mais energia para seguir trabalhando", afirmou.

O governador do Piauí Wellington Dias (PT) comemorou o resultado da pesquisa de intenção de votos realizada pelo Instituto GP1 para o Senado Federal. A sondagem divulgada nesta quarta-feira (24), mostra a liderança do chefe do Palácio de Karnak tanto no cenário espontâneo quanto na estimulado.

Em entrevista ao GP1 nesta quarta-feira (24), o governador afirmou que o resultado dá mais energia para continuar o trabalho em favor da administração do Estado. “A lembrança e confiança das pessoas citadas na pesquisa nos enchem de mais energia para seguir trabalhando”, declarou o governador à nossa reportagem.

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

A pesquisa

Dando continuidade à divulgação dos resultados da pesquisa de intenções de votos realizada pelo Instituto GP1, para as eleições de 2022 no Piauí, o GP1 publica nesta quarta-feira (24) os números para o Senado Federal com seis nomes: Wellington Dias (PT), Mão Santa (DEM), João Vicente Claudino (PTB), Júlio César (PSD), Kleber Montezuma (PSDB) e Joel Rodrigues (Progressistas).

Até o momento, somente Wellington Dias, Kleber Montezuma e Joel Rodrigues se colocaram como pré-candidatos. Os demais, Mão Santa, Júlio César e João Vicente Claudino, foram colocados na pesquisa como potenciais pré-candidatos.

Pesquisa estimulada

De acordo com a pesquisa estimulada, quando os nomes dos pré-candidatos são apresentados aos entrevistados, o governador Wellington Dias aparece em primeiro lugar com ampla vantagem, somando 35,30% das intenções de votos, seguido do prefeito de Parnaíba, Mão Santa, com 16,87% e do ex-senador João Vicente Claudino com 12%.

Em quarto lugar aparece o deputado federal Júlio César Lima com 10,43%, depois o ex-secretário da Educação de Teresina, Kleber Montezuma com 4% e por último o prefeito de Floriano, Joel Rodrigues com 3,39% das intenções de votos.

Os entrevistados que disseram que não sabiam ou preferiram não responder foram 4,87% e os que disseram que não votariam em nenhum dos candidatos, nulo ou branco foram 13,14%.

Votos válidos na pesquisa estimulada

Neste cenário, quando são levados em conta apenas os votos válidos, ou seja, quando são excluídos da pesquisa os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos, Wellington Dias continua na frente com 43,05%, Mão Santa tem 20,57%, João Vicente Claudino tem 14,63%, Júlio César 12,73%, Kleber Montezuma 4,88% e Joel Rodrigues tem 4,14%.

Pesquisa espontânea

Na modalidade de pesquisa espontânea as opções não são apresentadas aos entrevistados, por conta disso, aparecem muitos nomes que não são pré-candidatos. Nesse cenário, Wellington Dias mantém a liderança com 8,70%, seguido por João Vicente Claudino e Mão Santa, ambos com 2,70%.

O quarto mais citado foi o deputado Júlio César com 1,74%, acompanhado de Joel Rodrigues com 1,39%, Kleber Montezuma com 0,78%, Ciro Nogueira com 0,70%, Sílvio Mendes 0,52%, Ciro Gomes 0,35%, Ciro e Marcelo Castro com 0,26% cada, e Valdeci Cavalcante que apareceu com 0,17%.

Empatados com 0,09% estão denista, Elmano Férrer, Iracema Portella, Jamim, José Wagner, Lula, Marden Menezes, Pastor Gessivaldo, Rafael Fonteles e Wilson Martins.

Do total de entrevistados na pesquisa espontânea, 72,52% disseram que não sabiam ou preferiram não responder e 6,35% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos ou que votariam nulo ou branco.

Nesse cenário foi possível observar que, dos nomes mais citados espontaneamente pelos eleitores, todos haviam sido elencados pelo Instituto GP1 na pesquisa estimulada.

Ficha Técnica

A pesquisa foi realizada nos dias 16, 17, 18 e 19 de novembro, e está sob responsabilidade da estatística Thaynara Thalessa Araújo. Ao todo, foram entrevistados 1.150 eleitores distribuídos em 56 municípios do Piauí, contemplando todas as regiões do estado.

As entrevistas foram feitas de forma presencial nos domicílios, com pessoas a partir dos 16 anos, observando os critérios de sexo, faixa etária, grau de instrução e renda familiar.

A margem de erro da pesquisa é de 2,89% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.