GP1

Teresina - Piauí

Motoristas não entram em acordo com Setut e mantêm greve em Teresina

Nova assembleia geral foi realizada entre os motoristas e cobradores de ônibus na manhã desta sexta-feira (26).

Os motoristas e cobradores de ônibus realizaram nova assembleia geral na manhã desta sexta-feira (26) e decidiram continuar o movimento grevista em Teresina. A greve já dura 18 dias.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Transporte Rodoviário (Sintetro), Ajuri Dias, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), se recusa a assinar a convenção coletiva e por isso os motoristas vão buscar uma forma de usar a Prefeitura de Teresina como mediadora do conflito com os empresários.

Foto: Lucas Dias/GP1Ajuri Dias
Ajuri Dias

"Hoje fizemos um a avaliação da greve, não teve nenhuma proposta, e por isso, iremos manter a greve. Na segunda-feira (01), vamos buscar conversar com o prefeito Dr. Pessoa, mostrar a nossa proposta para ele com o intuito de haver uma mediação das conversas", disse o presidente do Sintetro.

Motoristas entram em acordo apenas com a Prefeitura de Teresina

Uma audiência pública realizada na Câmara de Vereadores de Teresina, na última terça-feira (23), a fim de discutir a situação do transporte público na Capital, terminou com um acordo para que a Prefeitura de Teresina possa transferir R$ 1,5 milhão aos motoristas e cobradores que estão em greve há duas semanas.

De acordo com vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), a proposta é que o dinheiro seja repassado diretamente aos trabalhadores, sob a tutela do Ministério Público que ficará responsável por garantir a lisura no processo.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.