GP1

Teresina - Piauí

Deputado Marden Menezes faz desabafo e diz que deve deixar o PSDB

“O partido passou por um processo de autofagia capitaneada por lideranças do próprio partido. O PSDB se encontra num momento que como está eu não fico", declarou.

O deputado estadual Marden Menezes (PSDB-PI) fez um desabafo durante entrevista ao GP1, nessa terça-feira (09), quando deixava o gabinete do deputado Júlio Arcoverde, presidente do Progressistas no Piauí, partido que futuramente poderá ser o destino do tucano. Sem citar nomes, Marden afirmou que o PSDB está em processo de autofagia e elencou algumas decisões adotadas no passado que acabaram levando ao esfacelamento da sigla.

O deputado citou o ‘cancelamento’ do ex-prefeito Sílvio Mendes (que apesar de estar no PP é visto como um dos principais representantes do PSDB de onde saiu há pouco anos) que nas eleições de 2020, era apontado como alternativa mais viável para representar o grupo no processo. Marden ainda lembrou o pleito de 2018 quando, segundo ele, o candidato a governador pela legenda na época, Luciano Nunes, foi abandonado pelos principais líderes tucanos.

Foto: Lucas Dias/GP1Marden Menezes
Marden Menezes

“O PSDB em Teresina, por exemplo, abriu mão de um nome como doutor Sílvio para disputar uma eleição onde nas pesquisas eleitorais e no sentimento popular, ele merecia participar de uma chapa majoritária. O povo queria e não foi dada a oportunidade. Na eleição estadual houve também um esvaziamento da candidatura do Luciano Nunes que não teve o apoio devido, a união o engajamento das maiores lideranças do partido, isso é claro. O PSDB passou por esse processo de autofagia, de desgaste”, desabafou Marden.

O deputado fez todas as ponderações para afirmar, depois do encontro com Júlio Arcoverde, que não deve permanecer no PSDB por não se sentir mais a vontade no partido.

“O partido passou por um processo de autofagia capitaneada por lideranças do próprio partido. O PSDB se encontra num momento que como está eu realmente não fico. Temos um ano e alguns meses até a janela partidária. Até lá, vamos continuar dialogando com os partidos com os quais nós temos um bom relacionamento, dentre eles o PP”, falou o deputado.

“O PP é um partido com qual tenho ótima relação. Tenho bons amigos lá, tenho relação de atenção aos municípios do Piauí também com reforço do senador Ciro Nogueira e isso tem ajudado diversos municípios que representamos. Não há dúvidas que tenho uma excelente relação com o Progressistas agora se vou para o PP ou não, essa resposta o tempo dirá”, explicou.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.