GP1

Teresina - Piauí

CPI do Transporte realiza primeira reunião na Câmara de Teresina

A comissão é presidida pelo vereador Dudu (PT) e tem como vice-presidente Bruno Vilarinho (PTB).

Lucas Dias/GP1 1 / 8 Vereador Dudu Vereador Dudu
Lucas Dias/GP1 2 / 8 CPI teve a primeira reunião nesta segunda-feira CPI teve a primeira reunião nesta segunda-feira
Lucas Dias/GP1 3 / 8 Vereador Dudu é o presidente da CPI Vereador Dudu é o presidente da CPI
Lucas Dias/GP1 4 / 8 Vereador Aluísio Vereador Aluísio
Lucas Dias/GP1 5 / 8 Vereador Enzo Samuel Vereador Enzo Samuel
Lucas Dias/GP1 6 / 8 Comissão concedeu coletiva Comissão concedeu coletiva
Lucas Dias/GP1 7 / 8 CPI vai investigar o transporte público CPI vai investigar o transporte público
Lucas Dias/GP1 8 / 8 Bruno Vilarinho, vice-presidente da CPI Bruno Vilarinho, vice-presidente da CPI

A CPI do Transporte Público realizou, na manhã desta segunda-feira (10), a primeira reunião na Câmara Municipal de Teresina. A comissão é presidida pelo vereador Dudu (PT) e tem como vice-presidente Bruno Vilarinho (PTB) e como relator o vereador Enzo Samuel (PDT).

“O intuito da comissão não é fazer nenhum tipo de caça às bruxas ou inquisição. Não somos inquisidores, somos vereadores que representamos quase um milhão de pessoas cuja grande maioria utiliza o transporte público que não é só ir e vir, é trabalho, é emprego”, afirmou Dudu.

O vereador destacou ainda que “o transporte público de Teresina tem piorado sistematicamente e tem feito com que o nosso desenvolvimento, a nossa geração de emprego fique cada vez mais capenga”.

O petista ressaltou ainda que quem paga o transporte público é a população. “Quem paga o transporte público não é o vereador, não é o prefeito, não é o presidente da República, não é o governador, quem paga é o povo e paga à vista”, declarou.

Todas as oitivas da CPI serão feitas no plenário principal da Câmara Municipal e serão transmitidas pelo canal no Youtube. As reuniões serão realizadas às terças e quintas-feiras, às 9 horas. “Essa CPI será acompanhada passo a passo por toda a população”, garantiu Dudu.

“Vamos propor audiências públicas com os órgãos de controle, com o Ministério Público, com o Tribunal de Contas, com a Prefeitura de Teresina e a OAB”, completou o parlamentar.

Ainda de acordo com Dudu, serão ouvidos todos os representantes de todas as empresas que fazem parte dos quatro consórcios. “Ao invés de se ouvir um representante do Setut falando por todos, vamos preferir ouvir um a um, para que cada um diga o sentimento dele como empresário e o problema que ele percebe no cumprimento dessa licitação. Foi uma licitação aberta. Quando se assumiu o compromisso de propor um serviço de qualidade, todos sabiam. Depois dessas oitivas vamos dar os desdobramentos que forem necessários para que a gente possa ter o sistema à luz do povo dessa cidade”, explicou.

Aluísio Sampaio (Progressistas), que é um dos membros da CPI, disse que espera que a comissão não seja meramente política. " A minha expectativa é que não faça da CPI uma CPI política, que a gente realmente analise os dados e possa no final se ter um parecer real e concreto do que está acontecendo", declarou.

Composição da CPI

Presidente - Dudu Borges (PT)

Vice-presidente – Bruno Vilarinho (PTB)

Relator – Enzo Samuel (PDT)

Membros - Luís André (PSL) e Aluísio Sampaio (Progressistas)

Suplentes – Pollyana Rocha (PV) e Deolindo Moura (PT)

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.