GP1

Luís Correia - Piauí

Colisão deixa uma pessoa morta e médico gravemente ferido em Luís Correia

A mãe e a irmã do médico também foram encaminhadas para o hospital de Parnaíba em estado grave.

Uma grave colisão entre um carro de modelo Hb20 e uma SW4 deixou uma pessoa morta e outras quatro em estado grave, na tarde desta segunda-feira (13), na entrada da Praia do Arrombado, na cidade de Luís Correia, litoral do Estado. A vítima que morreu foi identificada como José Geovani Gomes Filho. Além dele, ainda ficaram gravemente feridos no HB20 a esposa, a sogra e o cunhado de Geovane, que é médico. Já na SW4 estava o empresário Ronald Santos, que também ficou em estado grave.

Inicialmente, a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur) havia informado que o homem que tinha morrido na colisão se tratava de um médico. Porém, o GP1 apurou que a vítima foi Geovane, que é cunhado do médico.

O empresário Ronald Santos é dono da Construtora Marruás, localizada na cidade de Parnaíba.

Foto: Reprodução/WhatsAppColisão deixa uma pessoa morta e três feridas em Luís Correia
Colisão deixa uma pessoa morta e três feridas em Luís Correia

Em entrevista ao GP1, o tenente Olavo Sales, da Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), informou que os dois carros se chocaram de frente e ainda não se sabe quem invadiu a contramão.

"A situação aqui envolveu dois veículos um HB20 e uma Hilux, foi colisão frontal. Um homem morreu no local, ele estava no carro HB20 com sua família. Na Hilux estava um empresário de Parnaíba, ele também foi encaminhado com as outras vítimas para o hospital em estado grave", contou o tenente Olavo Sales.

Além de equipes da Polícia Militar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e encaminhou as demais vítimas em estado grave para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.