GP1

Teresina - Piauí

Moradores do Loteamento Porto Alegre estão há mais de 24h sem energia

Segundo os moradores, mesmo fazendo a solicitações à Equatorial, a empresa nunca reestabeleceu o serviço.

O GP1 recebeu denúncias nesta quinta-feira (16), de moradores do Loteamento Porto Alegre, localizado na zona sul de Teresina, que estão há mais de 24 horas sem o fornecimento de energia elétrica da empresa Equatorial Piauí.

Segundo os moradores, desde a tarde de quarta-feira (15) quando a cidade teve uma forte chuva, eles estão sem energia elétrica e mesmo realizando ligações solicitando o serviço de reparo para a Equatorial, a empresa não deu retorno e nem encaminhou equipes para a localidade, afim de resolver o problema.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Poste de Energia
Poste de Energia

Os moradores estão sendo prejudicados com a falta de energia e mesmo sem situações de chuvas com ventos, continuam sem previsão para o retorno do fornecimento.

O que diz a Equatorial

A Equatorial, por meio de nota, informou que aumentou o quantitativo de funcionários para realizar os reparos devido aos estragos da chuva e que está trabalhando em ocorrências individuais e coletivas pontuais.

Confira nota na íntegra

A Equatorial Piauí esclarece que, após a chuva intensa e os fortes ventos que atingiram Teresina na tarde desta quarta-feira (15), foram registrados estragos na cidade e impactos na rede da Distribuidora, prejudicando o fornecimento de energia a alguns bairros da capital.

A maioria das ocorrências se relacionaram com condutores partidos em função de galhos, algumas árvores e objetos lançados na rede elétrica, a exemplo de outdoors e placas de publicidade. As regiões mais afetadas foram as zonas sudeste e leste da capital.

De imediato, o Plano de Contingência da Distribuidora foi acionado, e equipes extras de atendimento emergencial trabalharam desde o fim da chuva.

O volume de equipes em campo foi ampliado em 5 vezes para acelerar a recomposição do sistema para as regiões impactadas.

Até o início da noite de hoje, todas as ocorrências envolvendo alimentadores e subestações, que são aquelas que afetam os maiores blocos de clientes, foram restabelecidas, com o retorno do fornecimento de energia a cerca de 73% dos clientes afetados. A Distribuidora segue agora trabalhando nas ocorrências individuais e coletivas pontuais.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.