GP1

Teresina - Piauí

Dr. Pessoa diz que vacinação em crianças não será obrigatória em Teresina

A vacinação nas crianças de 5 a 11 anos, com comorbidades, iniciou nesta terça-feira (18) em Teresina.

Lucas Dias/GP1 1 / 10 Dr. Pessoa acompanha vacinação de crianças Dr. Pessoa acompanha vacinação de crianças
Lucas Dias/GP1 2 / 10 Dr. Pessoa e Gilberto Albuquerque com criança vacinada Dr. Pessoa e Gilberto Albuquerque com criança vacinada
Lucas Dias/GP1 3 / 10 Criança sendo vacinada em Teresina Criança sendo vacinada em Teresina
Lucas Dias/GP1 4 / 10 Amariles Borba Amariles Borba
Lucas Dias/GP1 5 / 10 Dr. Pessoa Dr. Pessoa
Lucas Dias/GP1 6 / 10 Deyvidson Nunes, de 9 anos Deyvidson Nunes, de 9 anos
Lucas Dias/GP1 7 / 10 Pai com o filho vacinado Pai com o filho vacinado
Lucas Dias/GP1 8 / 10 Gilberto Albuquerque Gilberto Albuquerque
Lucas Dias/GP1 9 / 10 Mãe com o filho vacinado Mãe com o filho vacinado
Lucas Dias/GP1 10 / 10 Criança sendo vacinada Criança sendo vacinada

O município de Teresina iniciou nesta terça-feira (18) a vacinação contra a covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos. A abertura da vacinação aconteceu na UBS Santa Isabel e contou com as presenças do prefeito Dr. Pessoa e do presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque.

Dr. Pessoa destacou a organização da FMS para a vacinação das crianças após a chegada das doses das vacinas. “Teresina é a segunda melhor capital em organização na vacinação contra a covid-19. O Gilberto Albuquerque é um cidadão que conhece com muita profundidade o assunto, nem sei se ele dorme porque está focado na vacinação de manhã, de tarde e de noite. A organização conta com uma equipe de primeiro mundo e estamos satisfeitos porque sabemos que quem está na linha de frente, que são os colegas, os profissionais da saúde estão cumprindo os seus deveres”, declarou.

O prefeito ressaltou ainda que a vacinação das crianças não será impositiva, cabendo apenas aos pais a decisão de vacinar ou não os filhos. “O desejo do prefeito é que sejam vacinadas todas as crianças, mas não é impositivo. Nós damos os esclarecimentos que tem que ter distanciamento, uso da máscara, higienização das mãos, isso é indispensável, mas a vacinação é de acordo com o consentimento dos pais”, afirmou Dr. Pessoa.

"Mas, peço que os pais ou responsáveis venham vacinar as crianças, é uma vacina que já foi testada no mundo inteiro, e não tenham medo, a vacina às vezes pode dar uma dor local, mas o corpo clínico da FMS está atento, portanto é segura, traga o seu filho para vacinar", pediu Dr. Pessoa.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, explicou que a mesma estratégia da vacinação dos adultos e adolescentes será usada com as crianças. “Como já estamos com um ano de experiência na vacinação de adultos e adolescentes seguiremos o mesmo ritmo porque nós temos 99,87% dos adultos vacinados com a primeira dose, e com segunda dose já estamos com 89%, nosso índice está muito bom, a estratégia foi muito boa, a melhor estratégia entre as capitais do Brasil é a nossa”, enfatizou.

“Nesse primeiro momento o agendamento é para crianças com comorbidades ou deficiências, são em torno de 9 mil crianças, agendamos a vacinação para 4,4 mil crianças. Se nós recebermos mais vacinas hoje ou amanhã, abriremos novamente o agendamento para que a gente possa pegar todas essas crianças”, completou Gilberto.

Deyvidson Nunes, de 9 anos, que foi uma das crianças vacinadas disse ter ficado feliz por ter tomado a vacina. "Eu fiquei feliz com a vacina, agora fico mais seguro com a vacinação", afirmou.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.