GP1

União - Piauí

Eletricista morre após sofrer descarga elétrica em União

Luciano ainda chegou a ser socorrido por uma ambulância, mas morreu no caminho do Hospital Estadual.

Um eletricista identificado como Luciano dos Santos Bacelar morreu após sofrer uma descarga elétrica, na manhã desta segunda-feira (9), no povoado Riacho dos Cavalos, na zona rural da cidade de União.

O homem estava realizando um serviço particular no povoado quando a aconteceu a fatalidade. Luciano dos Santos trabalhava em uma empresa de União parceira da Equatorial Piauí, mas nesta segunda, estava de folga e foi fazer um bico na zona rural da cidade.

Foto: Reprodução/WhatsAppLuciano dos Santos
Luciano dos Santos

A Equatorial Piauí lamentou, por meio de nota, a morte do trabalhador. “Segundo informações obtidas com a empresa terceirizada, o prestador de serviços estava de folga das atividades e sofreu uma descarga elétrica enquanto realizava serviço particular no povoado Riacho dos Cavalos, zona rural de União”, diz trecho da nota da empresa.

O eletricista ainda chegou a ser socorrido por uma ambulância, mas morreu no caminho do Hospital Estadual de União.

Confira a nota da Equatorial Piauí na íntegra

A Equatorial Piauí informa que tomou conhecimento do acidente ocorrido na manhã desta segunda-feira (09), envolvendo um prestador de serviços de uma empresa parceira no município de União, região Metropolitana do estado. Segundo informações obtidas com a empresa terceirizada, o prestador de serviços estava de folga das atividades e sofreu uma descarga elétrica enquanto realizava serviço particular no povoado Riacho dos Cavalos, zona rural de União.

O eletricista chegou a ser socorrido por uma ambulância, mas veio a óbito durante o deslocamento para o hospital. A Concessionária lamenta o acidente com o prestador de serviço e se solidariza com a família da vítima.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.