GP1

Teresina - Piauí

Professores realizam nova manifestação em frente à Câmara de Teresina

Eles estão cobrando as assinaturas dos vereadores para a realização de uma nova audiência pública.

Lucas Dias/GP1 1 / 8 O protesto ocorreu em frente a Câmara Municipal de Teresina O protesto ocorreu em frente a Câmara Municipal de Teresina
Lucas Dias/GP1 2 / 8 Professores reivindicando melhorias salariais Professores reivindicando melhorias salariais
Lucas Dias/GP1 3 / 8 Professores em greve Professores em greve
Lucas Dias/GP1 4 / 8 Professores durante o protesto Professores durante o protesto
Lucas Dias/GP1 5 / 8 Professoras protestando por aumento salarial Professoras protestando por aumento salarial
Lucas Dias/GP1 6 / 8 Professora durante o protesto Professora durante o protesto
Lucas Dias/GP1 7 / 8 Sinesio Soares Sinesio Soares
Lucas Dias/GP1 8 / 8 Fernanda Gomes Fernanda Gomes

Os professores da rede municipal realizaram, na manhã desta terça-feira (10), uma nova manifestação em frente à Câmara Municipal de Teresina. Eles estão cobrando as assinaturas dos vereadores para a realização de uma nova audiência pública para discutir o reajuste do piso da categoria.

Sinésio Soares, presidente do Sindserm, explicou que a categoria quer essa nova audiência para discutir junto com os órgãos fiscalizadores e de controle. “Queremos fazer esse debate com as presenças do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público, dos vereadores para a gente discutir cientificamente porque é o que a gente quer fazer para que a gente consiga chegar a um bom termo e fazer o que nós queremos, que é voltar para a sala de aula e recuperar esse tempo perdido por conta dessa falta de diálogo da prefeitura”, afirmou.

Ainda de acordo com Sinésio, a categoria já conseguiu junto ao Ministério Público do Estado um despacho cobrando uma posição da Prefeitura de Teresina. “Nós temos esse despacho do Ministério Público que deu 10 dias para que a prefeitura comprove a incapacidade de pagamento da lei federal. Temos também uma decisão do Conselho Nacional de Municípios em que aumentou, consideravelmente, a estimativa do repasse do Fundef possibilitando, inclusive, um reajuste de 38%”, declarou.

A presidente da Comissão de Educação, vereadora Fernanda Gomes, disse que está trabalhando para conseguir as assinaturas dos vereadores para que aconteça a audiência. “Estamos trabalhando juntamente com os outros vereadores, recebi já a comissão de Educação, já conversei com o sindicato, inclusive, o problema deles já foi judicializado. Vai ser um diálogo com os demais vereadores para que a gente possa, futuramente, propor essa audiência pública”, pontuou.

O GP1 conseguiu os nomes dos vereadores que acenaram para a possibilidade de assinar o pedido para a audiência. São eles: Fernanda Gomes, Luiz Lobão, Paulo Lopes, Ismael Silva, Aluísio Sampaio, Edson Melo, Vinicius Ferreira, Levino de Jesus, Dudu, Evandro Hidd, Bruno Vilarinho, Teresinha Medeiros e Leonardo Eulálio.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.