GP1

Teresina - Piauí

Marcado Júri de acusado de mandar matar o padrasto em Teresina

A sessão será presidida pelo juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Júri de Teresina.

Está marcado para a próxima quarta-feira, 18 de maio, o julgamento pelo Júri Popular de Victor Kauê Brandão França acusado de mandar matar o padrasto, o marceneiro John Kellsony Barbosa de Andrade, em junho de 2016, na zona sudeste de Teresina.

O Conselho de Sentença da 1ª Vara do Júri de Teresina vai se reunir às 8h30 para decidir se o réu será condenado ou absolvido pelo crime de homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima).

Foto: Divulgação/PC-PIVictor Kauê Brandão
Victor Kauê Brandão

A sessão será presidida pelo juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto e o assistente do Ministério Público do Estado do Piauí será Marcos Vinícius Brito Araújo.

O crime

De acordo com informações do delegado Jarbas Lima, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime ocorreu dia 30 de junho de 2016, no bairro Dirceu. A vítima estava trabalhando no conserto de uma mesa de sinuca em sua oficina quando dois indivíduos adentraram no estabelecimento. Eles foram identificados como Francisco Tiago Vasconcelos Sousa, vulgo “Tiaguin Neguim”, e Cleiton da Conceição, vulgo “Uruçuí” ou “Poka”. Os dois indivíduos estavam armados com revólveres e alvejaram a vítima com cinco disparos.

Após investigações foi confirmado que o mandante do crime seria o enteado da vítima, Victor Kauê. "Ele foi o mandante, e teria dado aos dois responsáveis diretos pela morte, um revólver calibre 38 como pagamento pelo homicídio. A motivação estaria ligada a ambição do Victor pelos negócios de seu padrasto (aluguéis, vendas e consertos de sinucas)", relatou o delegado.

Cleyto da Conceição foi preso na Rua Henriqueta Teixeira, no bairro Santo Antônio, na zona sul de Teresina, no dia 08/03/2018, e se encontra preso na Casa de Custódia de Teresina. Tiaguin, no entanto, foi morto dentro de sua residência em agosto de 2017.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.