GP1

Madeiro - Piauí

Polícia deflagra operação e prende 4 pessoas em Madeiro após atentado

Foi mandado reforço policial para a cidade após o atentado contra o advogado Francisco Miranda.

A Força Estadual Integrada de Segurança Pública, com apoio da Polícia Militar do Piauí, realizou operação na manhã desta terça-feira (21) no município de Madeiro e prendeu quatro pessoas da mesma família. O policiamento foi reforçado na cidade após o atentado contra o advogado Francisco Miranda.

O GP1 conversou com o cabo José Maria, da Polícia Militar, que passou maiores informações da operação. Ele explicou que os presos são acusados de praticarem arrombamentos na cidade. Eles pertencem a família Lotácios, bastante conhecida em Madeiro.

Foto: Divulgação/Polícia Militar do PiauíQuatro pessoas da mesma família foram presas
Quatro pessoas da mesma família foram presas

“A operação foi desencadeada hoje pela manhã devido aos últimos furtos que estavam acontecendo na cidade, além daquela situação recente do advogado. Tem uma família de criminosos na cidade que vem aterrorizando, faziam na média de um arrombamento por dia. Assim, foi mandado reforço para a cidade e foi desencadeada essa operação, onde recuperamos um grande material de uma fábrica que tem aqui na região, ferramentas, televisão, e duas armas de fabricação caseira”, detalhou.

Foto: Divulgação/Polícia Militar do PiauíMaterial apreendido na operação
Material apreendido na operação

Os quatro presos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Luzilândia, junto do material apreendido na operação.

Reforço policial

De acordo com o cabo José Maria, três equipes estão reforçando o policiamento em Madeiro. “Aqui são duas equipes da Força Estadual de Segurança, a Polícia Militar já tinha mandado uma equipe e ontem chegaram mais duas para fazer essa operação, totalizando um efetivo de mais de 12 policiais”, esclareceu.

Foto: Divulgação/Polícia Militar do PiauíOperação em Madeiro
Operação em Madeiro

Atentado contra advogado

No dia 13 de junho o advogado Francisco Miranda, ex-assessor jurídico da Prefeitura de Madeiro na gestão do prefeito Zé Filho – assassinado a tiros em novembro de 2021 – teve sua casa alvejada por 11 disparos de arma de fogo. Em entrevista ao GP1, ele revelou que já havia recebido ameaças, isso porque é uma das principais testemunhas do crime contra o prefeito, de quem era grande amigo.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.