GP1

Teresina - Piauí

Duplo homicídio no São Joaquim pode ter relação com disputa entre facções

Marcelo Pinho da Silva, 34 anos, e Geovane Tavares da Silva Fernandes, foram executados com vários tiros.

O duplo homicídio registrado no bairro São Joaquim e que teve como vítimas Marcelo Pinho da Silva, 34 anos, vulgo Marcelo Bombado e Geovane Suly Tavares da Silva Fernandes, 26 anos, pode ter relação com uma disputa entre facções criminosas na zona norte de Teresina.

O diretor do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Barêtta, disse em entrevista à imprensa na manhã desta quarta-feira (06), como ocorreu o crime e afirmou que cinco pessoas participaram diretamente da execução das duas vítimas.

Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Barêtta
Delegado Barêtta

“Segundo as informações colhidas, por volta das 23h, essas duas pessoas se encontravam no interior da residência, que é do Marcelo. Estavam eles dois, a companheira e a filha do Marcelo, quando chegaram pessoas em um veículo de cor prata, sendo três mulheres e dois homens. Eles desceram do carro e o Marcelo, ainda lá na porta, de dentro do imóvel, começou a conversar com uma dessas pessoas, inclusive houve uma discussão e nesse momento uma das mulheres pegou a arma e repassou para um desses indivíduos que passou a fazer disparos contra as vítimas. Depois eles arrebentaram o portão, entraram na residência e concluíram o crime. Um deles tentou correr, mas foi alcançado e o outro ainda chegou a ser socorrido, mas morreu antes de chegar ao hospital”, relatou Barêtta.

Disputa entre facções

O delegado Barêtta falou sobre a possibilidade de o duplo homicídio ter relação com a disputa entre facções rivais. Barêtta frisou que independente disso, os executores do crime já foram identificados.

“Há informações no relato de que uma dessas pessoas seria do PCC, havia uma rivalidade, mas a gente precisa investigar. Esse é o trabalho da Polícia Civil. A investigação é uma arte e essa arte tem que ser feita seguindo os princípios técnicos de uma boa investigação e é o que estamos fazendo. Já temos, inclusive, a identificação desses dois indivíduos que mataram. Havia inclusive uma moto que foi estacionada minutos antes. Tinha um indivíduo que chamou o Marcelo e estava conversando. Quando os indivíduos chegaram e começaram a atirar, ele correu. O Geovane estava armado, os indivíduos que mataram levaram a arma dele, então tudo isso deve ser criteriosamente apurado”, ressaltou o diretor do DHPP.

O diretor do Departamento de Homicídios ressaltou ainda que o objetivo da Polícia Civil agora é prender os criminosos que executaram o crime ainda em flagrante. “Já identificamos os dois autores do crime, bem como as mulheres, mas agora os policiais já estão efetivando diligências no sentido de colher mais indícios para que possamos prender os autores em flagrante delito ou representar por uma medida cautelar”, finalizou Barêtta.

O crime

Criminosos armados arrombaram a porta de uma residência e executaram, com vários tiros, dois homens identificados como Marcelo Pinho da Silva, 34 anos, vulgo Marcelo Bombado e Geovane Suly Tavares da Silva Fernandes, 26 anos. O crime foi registrado na noite dessa terça-feira (05), por volta de 22h30, na Rua Monteiro Lobato, Vila Carlos Feitosa, bairro São Joaquim, zona norte de Teresina.

Geovane Tavares morreu no local do crime. Já Marcelo Pinho ainda chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital do bairro Buenos Aires, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho da unidade hospitalar.

Segundo duplo homicídio em 48h

Esse foi o segundo duplo homicídio registrado em 48h na zona norte de Teresina. Na noite do último domingo (04), criminosos armados invadiram uma residência e executaram a tiros Fernando Rodrigues da Silva, 21 anos, e Daniel Nunes Oliveira, 29 anos, na Quadra 131 do Conjunto Jacinta Andrade.

Testemunhas relatam que cinco indivíduos encapuzados, armados e com coletes à prova de balas arrombaram o portão da residência em que as vítimas estavam com as companheiras. Uma mulher ainda foi baleada com dois tiros e outra, grávida, foi agredida com uma coronhada na cabeça.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.