Fechar
GP1

Caracol - Piauí

Idoso é condenado por matar nora após denúncia de estupro no Piauí

Ele recebeu 29 anos e 3 meses de prisão por feminicídio e homicídio, praticados em 2020.

O juiz Robledo Moraes Peres de Almeida, do Tribunal do Júri da Comarca de Caracol, sentenciou o réu Lourival Pereira Nóbrega, de 75 anos, a cumprir pena de 29 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de feminicídio e homicídio.

De acordo com os autos do processo, em novembro de 2020, o réu assassinou sua nora, Fernanda de Sousa Silva, por motivação fútil, após ela ter denunciado ele à polícia por um estupro. O caso aconteceu em Caraíbas, zona rural do município de Caracol. Na ocasião, Lourival Pereira, que estava portando uma arma de fogo, também assassinou Diomar da Silva, de 65 anos, que era tio de Fernanda de Sousa.

Foto: Reprodução/WhatsAppArma usada no crime
Arma usada no crime

Condenação por estupro


Lourival Pereira foi condenado pela prática de estupros por mais de um ano contra a própria neta, uma adolescente de 15 anos. O crime ainda aconteceu mediante constantes ameaças de homicídio. Além disso, o réu forçou adolescente a tomar pílulas contraceptivas para que ela não engravidasse.

Pena

Anteriormente, o réu Lourival Pereira já havia sido condenado a 20 anos de prisão por estupro, sentença que foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). Desse modo, somadas as duas sentenças, o acusado foi condenado a uma pena total de 49 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.