Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Equatorial Piauí e G3 Telecom participam do “Você + Seguro” em Teresina

Evento envolveu trabalhadores e discutiu medidas para reduzir acidentes envolvendo energia elétrica.

Alef Leão/GP1 1 / 12 Pedro Henrique, superintendente executivo de serviços de rede Pedro Henrique, superintendente executivo de serviços de rede
Alef Leão/GP1 2 / 12 Leonardo Brito Fernandes, superintendente da Equatorial Piauí Leonardo Brito Fernandes, superintendente da Equatorial Piauí
Alef Leão/GP1 3 / 12 Colaboradores da G3 atentos às dicas da Equatorial Piauí Colaboradores da G3 atentos às dicas da Equatorial Piauí
Alef Leão/GP1 4 / 12 Movimento Você Mais Seguro Movimento Você Mais Seguro
Alef Leão/GP1 5 / 12 Superintendente da Equatorial Piauí Superintendente da Equatorial Piauí
Alef Leão/GP1 6 / 12 Diretor-presidente da G3, Renildo Carvalho Diretor-presidente da G3, Renildo Carvalho
Alef Leão/GP1 7 / 12 Colaboradores atentos a palestra da equipe da Equatorial Piauí Colaboradores atentos a palestra da equipe da Equatorial Piauí
Alef Leão/GP1 8 / 12 Haroldo Tito, diretor de qualidade e desenvolvimento da G3 Telecom Haroldo Tito, diretor de qualidade e desenvolvimento da G3 Telecom
Alef Leão/GP1 9 / 12 Sesmt da G3 Telecom, Jefferson Gerson Sesmt da G3 Telecom, Jefferson Gerson
Alef Leão/GP1 10 / 12 Palestra ocorreu na sede da G3 Telecom em Teresina Palestra ocorreu na sede da G3 Telecom em Teresina
Alef Leão/GP1 11 / 12 Dicas de segurança para colaboradores de G3 Telecom pela Equatorial Piauí Dicas de segurança para colaboradores de G3 Telecom pela Equatorial Piauí
Alef Leão/GP1 12 / 12 Frota da G3 Telecom Frota da G3 Telecom

A Equatorial Piauí e a G3 Telecom uniram forças em um movimento chamado “Você + Seguro”, com o objetivo de reduzir acidentes envolvendo energia elétrica. O evento de lançamento ocorreu nesta terça-feira (30) na sede da G3 Telecom, em Teresina, e contou com a participação de trabalhadores do setor de telefonia/internet.

O “Você + Seguro” é parte da campanha “A Toda Hora Equatorial”, que oferece dicas e orientações sobre diversos temas relacionados à distribuição de energia elétrica, com foco na segurança. A iniciativa inclui blitz de segurança, campanhas de conscientização e ações especiais em parceria com lideranças comunitárias, empresas e sindicatos.

Pedro Henrique, executivo de Serviços de Rede da Equatorial Piauí, destacou a importância de compartilhar informações sobre segurança e os riscos associados à energia elétrica. Ele ressaltou que a desinformação é a principal causa de acidentes com a rede elétrica e enfatizou a necessidade de manter distância da rede, não acessar os postes sem treinamento adequado e respeitar a rede elétrica.


“Eu acredito que nós, da Equatorial, temos um grande valor, que é a segurança. Vivemos muito próximos das redes de telefonia e, como prezamos bastante pela segurança, esse momento é importante para compartilharmos informações referentes à segurança, à distância e aos riscos envolvidos com a energia elétrica. Tudo isso dentro do contexto da interação que existe entre as empresas de telefonia e a Equatorial. O principal objetivo e propósito é proporcionar e multiplicar esse valor de segurança com o nosso parceiro, a G3, que está diretamente junto da nossa estrutura, dos nossos postos, instalando a sua rede. A principal dificuldade que acaba gerando acidentes com a rede elétrica é, principalmente, a desinformação. Quando falamos de outras empresas que não são do setor elétrico e da comunidade, sempre reforçamos os cuidados que precisam ter com a rede elétrica. É necessário manter distância da rede elétrica, não acessar os postos se não tiver o devido treinamento e, para essas empresas parceiras que são as de Telecom, manter a distância de segurança da rede elétrica e respeitar a rede elétrica. O principal problema aqui é realmente a falta de informação, a falta de conhecimento técnico. Esse momento reforça, mais uma vez, a necessidade de fortalecer esse valor, esses pontos importantes do que precisa ter de respeito e segurança com a rede elétrica”, pontuou Pedro Henrique.

Leonardo Brito Fernandes, superintendente da Equatorial Piauí, reforçou a preocupação da empresa com a segurança de seus colaboradores e da população. A Equatorial tem realizado uma série de encontros para orientar profissionais de diversos setores sobre como evitar acidentes com a rede elétrica.

“A rede elétrica está presente por toda a cidade. Portanto, inevitavelmente, estamos presentes em todas as cidades. No caso do Piauí, a Equatorial tem uma preocupação tanto com os colaboradores quanto com a população. Esse movimento que está acontecendo aqui hoje é uma iniciativa da Equatorial para trazer cuidados com a energia para os profissionais dos setores que trabalham próximo à rede elétrica, dando dicas sobre o que evitar e como se comportar próximo à rede elétrica. No início de maio, já tivemos esse mesmo encontro na área da construção civil e estamos aumentando esse leque para várias empresas. Hoje é a vez da G3 Telecom, onde passaremos informações para mais de duzentos e cinquenta colaboradores. São dicas importantes que podem salvar vidas, além de empresas de construção civil e equipamentos de veículos que transitam, que abrem caçambas e cuja parte metálica fica próxima e se movimenta próximo à rede elétrica. Todos os setores que conseguirmos identificar que têm alguma possibilidade de sofrer alguma descarga elétrica ou encostar na rede elétrica, nós estamos chamando para conversar, fazer esse mesmo movimento e levar essas dicas que são extremamente importantes. Então, o que nós entendemos é que qualquer empresa que identificar que possa ter algum tipo de contato com a nossa rede, nós iremos fazer essa comunicação, esse trabalho de disseminar a segurança do trabalho. A ideia, então, é salvar vidas. Exatamente, salvar vidas, tanto de colaboradores quanto da população”, destacou o superintendente.

Renildo Carvalho, diretor Presidente da G3 Telecom, falou sobre a importância da parceria com a Equatorial para a segurança dos colaboradores, especialmente no uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Ele também anunciou que a G3 Telecom planeja premiar novos clientes com 15 prêmios, incluindo veículos e celulares, em comemoração aos 15 anos da empresa.

“Quando o nosso colaborador vê essa parceria com a Equatorial, ele se sente mais confiante. No campo, o negócio é corrido e, às vezes, na correria, o técnico não quer usar o EPI. Quando promovemos esse tipo de evento, eles não se sentem apenas na obrigação, mas percebem que é para a segurança deles. Isso vai fazer uma grande diferença no dia de trabalho deles. A G3 Telecom é uma empresa que iniciou em 2009. Começamos com internet via rádio e, a partir de 2016, migramos tudo para a fibra. Hoje, somos a maior empresa de internet do Piauí e também atendemos sete cidades no Maranhão. São quase oitocentos colaboradores, então é uma responsabilidade muito grande. Às vezes, ainda me pego pensando no tamanho da responsabilidade, mas a vida é assim, a gente assume responsabilidades. Hoje, eu me sinto grato e satisfeito por ver a quantidade de empregos que a empresa gerou. São quinze anos de G3 e, nos quinze anos, resolvemos presentear novos clientes com um show de prêmios. São quinze anos, então serão quinze prêmios, entre eles um carro, uma moto, um iPhone e vários outros prêmios”, ressaltou o diretor.

Haroldo Tito, Diretor de Qualidade e Desenvolvimento da G3 Telecom, relatou que a empresa convidou a Equatorial para um evento do trabalhador, oferecendo serviços adicionais como corte de cabelo e emissão de segunda via do RG. A colaboração entre as duas empresas visa evitar acidentes e transtornos, garantindo um bom atendimento à população em termos de comunicação e energia.

“Trouxemos a Equatorial e a convidamos para participar conosco do evento do trabalhador. Além dos serviços que prestamos, trouxemos outros como corte de cabelo, emissão da segunda via do RG para os colaboradores, barbearia, design de sobrancelha, massagem e café da manhã. Pedimos à Equatorial para participar conosco e eles realizaram uma palestra sobre segurança, uma vez que telecomunicações e energia trabalham no mesmo ambiente, o poste. Este, por si só, já é um local muito perigoso e todas as medidas possíveis devem ser tomadas, seguindo todas as normas cabíveis para evitar qualquer tipo de acidente. Esse é o nosso maior objetivo: conscientização. São duas grandes empresas que atuam bastante no mercado de telecomunicações e energia. A soma dessas duas organizações faz com que o sucesso em evitar qualquer tipo de transtorno ou acidente se reflita na qualidade do serviço, permitindo que nossa população seja bem atendida na parte de comunicação e energia”, argumentou Haroldo.

Jailson Gerson, responsável pelo setor de Serviços Especializados em Segurança e Medicina do Trabalho da G3 Telecom, ressaltou que a empresa busca constantemente mais informações e acredita que a visita agregará valor, trazendo mais transparência ao setor do Sesmet e segurança na questão energética.

“Isso proporciona para nós um momento de lazer com o colaborador. Passamos muito tempo na operação, no administrativo e, por ventura disso, ela proporciona outras situações. No caso de hoje, foi a emissão de documentos, foi essa questão de lazer e outros serviços estéticos que ela trouxe para nós, e também psicológicos. Nós estamos sempre buscamos mais informações todos os dias, e com essa visita da Equatorial aqui na empresa, vai agregar mais valores para nós, trazendo mais transparência no setor do Sesmet e também segurança na questão energética. O Sesmet é saúde e segurança no trabalho, trabalhamos diretamente com cuidado, com a questão das informações gerais de atestado, por quê? Parte administrativa na questão de colocar os funcionários para entrar de licença, um aparato de segurança da empresa em si”, afirmou Jailson.

Por fim, um levantamento da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) mostrou que, somente no primeiro semestre de 2023, foram contabilizados 521 acidentes e 350 mortes por choque elétrico em todo o país, um aumento em relação ao mesmo período do ano anterior.

Como ajudar em caso de cabos cortados em via pública

A Equatorial Piauí orienta que, caso a população se depare que cabos caídos ao chão e tenha dúvida quanto a origem (de energia elétrica ou telefonia) basta acionar a distribuidora de energia por meio de número 08000860800, que a empresa encaminhará equipe responsável para dar a instrução correta em cada situação.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.