GP1

Piauí

Sejus-PI anula 1º etapa do concurso para agente penitenciário

A portaria de nº 11/2017 foi expedida nesta quinta-feira (12) pela secretaria de Justiça do Piauí.

A Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus-PI) decidiu anular a primeira etapa do concurso para formação de 400 vagas de cadastro reserva para o cargo de agente penitenciário, que corresponde as provas escrita e dissertativa. A portaria de nº 11/2017 foi expedida nesta quinta-feira (12) e aguarda publicação no Diário oficial do Estado.

De acordo com a Sejus, a medida foi tomada após parecer da Procuradoria Geral do Estado, em virtude da comprovação, pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), do envolvimento de candidatos em um esquema fraudulento durante a aplicação das provas.

A secretaria ressaltou que os candidatos inscritos terão seus direitos resguardados, podendo participar das novas provas objetivas e dissertativas, sem nenhum prejuízo. As incrições e demais etapas do concurso público (exame médico, exame de aptidão física, exame psicológico e investigação social) serão mantidas.

Segundo a Sejus, o candidato que não for aprovado na avaliação objetiva e dissertativa, não realizará as próximas etapas, mesmo que tenha sido aprovado na primeira aplicação do certame. O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Universidade Estadual do Piauí (Nucepe), entidade organizadora do concurso, terá o prazo de 15 dias para divulgar o novo Anexo I (Cronograma de Execução), com nova data de aplicação das provas e das outras etapas do concurso.

Relembre o caso

Em setembro do ano passado, policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prenderam o advogado Evilásio Rodrigues de Oliveira Cortez e mais três pessoas, acusadas de tentar fraudar o concurso público para agente penitenciário da Secretaria de Justiça do Piauí, um dia após realização do certame. A Sejus suspendeu o concurso no dia 05 de outubro de 2016.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.