GP1

Piauí

Projeto do Piauí Geleia Total é vencedor de edital do Sebrae

Chamada pública premiou negócios que utilizam a criatividade como solução inovadora e lucrativa.

Para estimular a economia criativa nordestina e apoiar soluções inovadoras para o setor, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae, lançou, em setembro, o edital Mapeamento Sebrae de Economia Criativa do Nordeste. O projeto mapeou o potencial de negócios de inovação que utilizam a criatividade como ferramenta, meio, produto ou matéria-prima para suas soluções.

No Piauí, o projeto de valorização da arte e cultura do Piauí, Geleia Total, venceu a chamada pública na categoria "Mídia" e recebeu a premiação regional, no valor de R$ 2 mil. Segundo o idealizador e coordenador do projeto, Noé Filho, o prêmio é uma forma de valorização para os profissionais da economia criativa.

“É um reconhecimento de uma das maiores agências de fomento ao empreendedorismo brasileiro, o Sebrae, que selecionou a Geleia Total como finalista em uma disputa com mais de 500 projetos de todo o Nordeste. E, o mais importante para gente, é um reconhecimento do nosso público, que votou em peso na etapa final, garantindo que conquistássemos esse prêmio”, destacou Noé Filho.

Em novembro, o público pôde votar em um dos dois finalistas para cada uma das 4 categorias do mapeamento (Consumo, Cultura, Mídias e Tecnologia). Na última semana, foi finalizado o período de votação. Os vencedores das outras categorias foram: Viva Celina (PB) – categoria Consumo; Alagoas Cultural (AL) – Cultura; e In Soluções Biológicas (CE) – Tecnologia.

O EDITAL

A chamada foi direcionada para Microempreendedores Individuais, MEI, microempresas e empresas de pequeno porte. Concorreram negócios da economia criativa em diversos segmentos, desde o consumo (Publicidade, Marketing Arquitetura, Design e Moda), passando pela cultura (Expressões Culturais, Patrimônio e Artes, Música, Artes Visuais e Artes Cênica), mídias (Editorial, Games e Audiovisual) até tecnologia (P&D, Biotecnologia e TIC).

A premiação foi uma forma de entender o perfil dos negócios de Economia Criativa baseados no capital intelectual, cultural e criativo. Foram identificados mais de 500 negócios criativos e selecionados 27 projetos, 3 de cada estado nordestino.
Além de participar da radiografia do setor, os participantes concorreram à premiação em dinheiro, capacitação de 20 horas e conexão na rede de economia criativa do Sebrae. Foram oito negócios para a etapa final, mas somente quatro receberam o prêmio de R$ 2 mil reais, em cada uma das categorias da economia criativa: Consumo, Cultura, Mídias e Tecnologia.

A chamada apoiou projetos de inovação em empreendimentos de economia criativa em todo o Nordeste. “O mapeamento é um importante passo para entendermos melhor o panorama da economia criativa na região. Com esses dados, será possível desenvolver outras iniciativas para fomentar os criativos do Nordeste e ajudar a fomentar esse ecossistema”, pontua o CEO do Impacta Nordeste, Marcello Santo.

O Mapeamento Sebrae de Economia do Nordeste foi uma realização do Sebrae, em parceria com o Impacta Nordeste, que contou com busca e seleção da Pipe.Social.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.