GP1

Piauí

Procedimentos licitatórios obedecem rigorosamente a lei, diz Sesapi

A Sesapi informou que está colaborando com as investigações da Polícia Federal.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), alvo da “Operação Campanile”, deflagrada na manhã desta terça-feira (12) pela Polícia Federal, encaminhou nota afirmando que todos os procedimentos contratuais e licitatórios da secretaria obedecem, rigorosamente, o que prevê a lei.

A Sesapi informou que está colaborando com as investigações da Polícia Federal e ressaltou sua transparência e seriedade durante todo o trabalho de combate a pandemia do coronavírus.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Secretaria de Estado da Saúde
Secretaria de Estado da Saúde

Confira a nota na íntegra

A Secretaria de Estado da Saúde informa que colabora plenamente com as investigações da Polícia Federal deflagradas na manhã nesta terça (12). O órgão ressalta sua transparência e seriedade durante todo o trabalho de combate a pandemia do coronavírus e destaca que todos os procedimentos contratuais e licitatórios obedecem, rigorosamente, o que prevê a lei. A Sesapi reconhece o trabalho e o dever da polícia de investigar e irá mostrar, ao longo do processo, que não há nenhuma irregularidade em suas ações.

Entenda o caso

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (12), a fase ostensiva da investigação denominada "Operação Campanile" e está dando cumprimento a 18 mandados de busca e apreensão em Teresina e mais quatro cidades em endereços ligados a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi). A investigação apura fraudes em processos de dispensa de licitação com recursos destinados ao combate do novo coronavírus.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.