GP1

Piauí

Evandro Alberto toma posse como reitor da Universidade Estadual do Piauí

O evento aconteceu no Palácio de Karnak e contou com as presenças do governador Wellington Dias, que assinou a posse, e do ex-reitor Nouga, que transmitiu o cargo.

Lucas Dias/GP1 Reitor Evandro Alberto Reitor Evandro Alberto
Lucas Dias/GP1 Posse da Uespi Posse da Uespi
Lucas Dias/GP1 Wellington Dias Wellington Dias
Lucas Dias/GP1 Solenidade aconteceu no Palácio de Karnak Solenidade aconteceu no Palácio de Karnak
Lucas Dias/GP1 Wellington Dias participou da posse Wellington Dias participou da posse
Lucas Dias/GP1 Evandro Alberto Evandro Alberto
Lucas Dias/GP1 A posse aconteceu na manhã desta quinta A posse aconteceu na manhã desta quinta
Lucas Dias/GP1 A posse aconteceu na manhã desta quinta A posse aconteceu na manhã desta quinta
Lucas Dias/GP1 Nouga Cardoso Nouga Cardoso
Lucas Dias/GP1 Ex-reitor Nouga Cardoso Ex-reitor Nouga Cardoso
Lucas Dias/GP1 O evento aconteceu na manhã desta quinta O evento aconteceu na manhã desta quinta
Reitor Evandro Alberto
Posse da Uespi
Wellington Dias
Solenidade aconteceu no Palácio de Karnak
Wellington Dias participou da posse
Evandro Alberto
A posse aconteceu na manhã desta quinta
A posse aconteceu na manhã desta quinta
Nouga Cardoso
Ex-reitor Nouga Cardoso
O evento aconteceu na manhã desta quinta

O professor Evandro Alberto tomou posse, nessa quinta-feira (07), como reitor da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Ele assumiu o cargo no lugar de Nouga Cardoso que foi para a Secretaria de Educação de Teresina após convite de Dr. Pessoa.

O evento aconteceu no Palácio de Karnak e contou com as presenças do governador Wellington Dias, que assinou a posse, e do ex-reitor Nouga, que transmitiu o cargo, dentre outras autoridades políticas.

Em entrevista à imprensa, o governador destacou a importância da Uespi. “A Universidade Estadual do Piauí é uma das maiorias universidades do Brasil se a gente olha na proporção dos alunos, certamente, ela está entre as cinco maiores universidades públicas do nosso país, ela é, provavelmente, a universidade que está presente em mais municípios do Brasil porque, além de uma grande rede presencial com campus, núcleos, ela conta com uma coisa que é inédita no Brasil, além da Universidade Aberta do Brasil, o Piauí conta com a Universidade Aberta do Piauí já com a presença em 162 municípios do Piauí com ensino superior onde temos não só graduação, mas em muitos lugares pós-graduação”, enalteceu.

Ele ainda agradeceu ao Nouga Cardoso pelo trabalho realizado à frente da universidade e declarou apoio ao novo reitor. “Eu sou grato ao Nouga que conclui o mandato com muita dedicação, trabalho e agora também estou manifestando não só a confiança, mas todo apoio para Evandro que assume, para que ele possa com a equipe da Uespi, com os professores, alunos, trabalhar um projeto até m um momento melhor, porque a gente viveu um momento muito difícil nessa última fase da gestão de Nouga, agora, a gente vai viver um momento melhor, vacinação saindo, se Deus quiser, da pandemia em condições de mais investimentos e a Uespi será nossa prioridade”, declarou.

O novo reitor, Evandro Alberto, garantiu que dará continuidade ao trabalho que estava sendo realizado. “Nós estamos dando continuidade a um trabalho que já vinha sido feito. O que a gente precisa nesse momento em que estamos vivendo de pandemia, insegurança? Nós precisamos fazer com que as nossas atividades continuem para que a gente possa desenvolvê-las com eficiência. Precisamos atacar determinados pontos que são urgentes para garantir que a universidade possa ofertar o ensino, a pesquisa e a extensão. Precisamos buscar os resultados, mas também com uma gestão humanizada, harmônica, buscando bom diálogo com nossos professores, técnicos, estudantes”, enfatizou.

“Ofertamos o PEC (Período Especial Curricular), dia 11 vamos seguir com o regime regular, então a gente vai aperfeiçoando. É preciso mudar alguma coisa nesse aspecto do trabalho? Nós vamos ver, vamos dialogando. Os nossos estudantes estão recebendo auxílio pecuniário no valor de R$ 700,00 para garantir esse acesso à conectividade, estão recebendo chips com 20 giga de trafegabilidade também para garantir o ensino remoto e outras demandas vão surgindo”, explicou Evandro.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.