GP1

Piauí

Bandido é condenado a 24 anos de prisão por matar porteiro no Piauí

A sentença foi dada pelo juiz Washington Luiz Gonçalves Correia, da 8ª Vara Criminal de Teresina.

O juiz Washington Luiz Gonçalves Correia, da 8ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, condenou João Paulo da Silva Prado a 24 anos de prisão pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o porteiro Antônio Pereira da Cunha, em março de 2020. O julgamento aconteceu no dia 16 de setembro.

No dia do crime, Antônio saiu do trabalho e foi até a sua casa deixar uma pizza para a filha. No caminho, ele foi abordado por João Paulo e dois adolescentes que estavam a pé e anunciaram o assalto.

Antônio estava em uma motocicleta e tentou fugiu, mas foi golpeado com uma faca no pescoço. Ele ainda conseguiu pilotar até a sua casa, onde caiu e morreu nos braços da esposa.

O magistrado destacou na sentença que o acusado “de forma pensada, colaborativa e consciente, praticou o delito de roubo qualificado pelo resultado morte, na companhia de outros dois comparsas adolescentes, não existindo, no caso concreto, qualquer causa excludente de ilicitude ou da culpabilidade do referido acusado”.

João Paulo então foi condenado a 24 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado, pelo crime de latrocínio e corrupção de menores.

O magistrado ainda negou ao réu o direito de recorrer da sentença em liberdade e manteve a sua prisão preventiva.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.