GP1

Polícia

Irmão é preso acusado de matar a advogada Izadora Mourão

João Paulo Mourão é jornalista e foi preso no município de Pedro II, onde ocorreu o crime.

O jornalista João Paulo Mourão foi preso na tarde desta segunda-feira (15) pela Polícia Civil do Piauí, acusado de assassinar a própria irmã a facadas, a advogada Izadora Mourão, crime ocorrido no último sábado (13), na cidade de Pedro II. A informação foi confirmada ao GP1 pelo delegado Francisco Costa, o Barêtta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado afirmou que João Paulo é o autor material do crime e foi preso em flagrante em sua casa em Pedro II. “Ele foi preso, ele é o autor material do crime. Hoje mais cedo quando falei com vocês, disse que estávamos trabalhando porque já tínhamos uma suspeita, porque a história não batia com a dinâmica do crime”, declarou.

Foto: Reprodução/FacebookJoão Paulo Mourão e a irmã Izadora Mourão
João Paulo Mourão e a irmã Izadora Mourão

Mãe pode ter sido cúmplice

Ainda de acordo com a polícia, a mãe de Izadora e João Paulo pode ter sido cúmplice no crime, uma vez que, segundo o DHPP, ela teria procurado um álibi para tentar acobertar o jornalista.

“A mãe dele, quando viu a moça morta, a primeira coisa que fez, em vez de ligar para a polícia, ligou para uma faxineira para ela [a faxineira] dizer que ele [João Paulo] estava dormindo, para criar um álibi”, apontou Barêtta.

Foto: Reprodução/WhatsAppMomento da prisão de João Paulo
Momento da prisão de João Paulo

Arma do crime

A faca utilizada no crime foi apreendida na residência de uma tia de João Paulo e Izadora Mourão. “Apreendemos a faca utilizada no crime que ele guardou na casa da tia após matar a moça. Ele foi autuado em flagrante”, disse o delegado Barêtta.

João Paulo foi trazido para Teresina. Sua prisão foi acompanhada por populares, revoltados com o crime. Ele se formou em Jornalismo na Universidade Federal do Piauí (UFPI) no ano de 2014, e trabalhava na Secretaria Municipal de Comunicação de Pedro II e em uma rádio local.

Entenda o caso

A advogada Izadora Mourão, 41 anos, foi assassinada com cerca de sete facadas dentro de seu quarto na manhã do último sábado (13), na cidade de Pedro II. A princípio, a informação que circulou foi de que a vítima teria sido morta por uma mulher que havia adentrado sua residência.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.