GP1

Polícia

Acusado de roubar mercadorias avaliadas em R$ 70 mil é preso em Altos

O assalto a empresa JadLog ocorreu em fevereiro do ano passado.

Lucas Dias/GP1 Delegado Menandro Pedro Delegado Menandro Pedro
Lucas Dias/GP1 Veículo flagrado durante a ação criminosa Veículo flagrado durante a ação criminosa
Lucas Dias/GP1 Documento do veículo com dados falsos Documento do veículo com dados falsos
Lucas Dias/GP1 Documentos falsos Documentos falsos
Lucas Dias/GP1 Armas de fogo apreendidas com o suspeito Armas de fogo apreendidas com o suspeito
Lucas Dias/GP1 Motor de lancha apreendido com o suspeito Motor de lancha apreendido com o suspeito
Delegado Menandro Pedro
Veículo flagrado durante a ação criminosa
Documento do veículo com dados falsos
Documentos falsos
Armas de fogo apreendidas com o suspeito
Motor de lancha apreendido com o suspeito

A Polícia Civil do Piauí, através do 7º Distrito Policial, prendeu nesta segunda-feira (05), em Altos, um homem identificado como Erivelton Lucas do Santos em cumprimento a um mandado de prisão temporária, na investigação que apura crime de roubo qualificado. Ele é suspeito de ter participado de um assalto a transportadora JadLog, em fevereiro do ano passado, na zona norte de Teresina.

De acordo com o delegado Menandro Pedro, titular do 7º DP, cinco pessoas assaltaram a empresa JadLog. Eles levaram mercadorias avaliadas em R$ 70 mil, além de R$ 13 mil em espécie.

“Em fevereiro do ano passado, cinco homens chegaram na empresa Jadlog, que trabalha no ramo de transporte de mercadorias, em dois carros, uma F250 e um Golf branco. Eles chegaram como se fossem clientes, puxaram as pistolas, renderam todo mundo, botaram todo mundo na cozinha e pegaram toda a mercadoria, chegaram a levar R$ 13 mil em dinheiro na época”, relatou o delegado.

A delegacia então deu início à investigação, que ouviu as vítimas e após as imagens foram identificados dois veículos utilizados no roubo. “As vítimas disseram que tinha um detalhe no carro, que era o adesivo do presidente da República. Posteriormente, foi identificado um elemento e depois foi iloalizada uma empresa dele, mas ele não estava mais na empresa. Conseguimos identificar um endereço no Pedra Mole, localizamos veículos no nome dele e que ele tinha duas identidades e dois CPFs, um no Maranhão e outro no Piauí.”, contou Menandro Pedro.

Menandro Pedro ressaltou que diante das informações colhidas no inquérito policial, foi solicitada a expedição de mandado de prisão temporária e de busca e apreensão, no sentido de corroborar com as investigações.

"Conseguimos localizar um endereço em Altos, o mandado foi expedido em janeiro, mas quando fomos cumprir ele não estava mais nesse local. Então hoje de madrugada fomos lá e conseguimos prendê-lo. Na casa dele encontramos duas espingardas, e equipamentos de moto, carro, motor de uma lancha, tudo sem nota fiscal que podem ser produtos de roubo ou furto”, completou o delegado.

Erivelton foi preso em flagrante pelas armas e os documentos falsos encontrados com ele.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.