GP1

Política

Sessões presenciais na Alepi retornam dia 01 de fevereiro

O presidente da Alepi se reuniu com a mesa diretora e definiu o retorno. Themístocles Filho assegurou que a volta será feita de forma segura.

Após reunião com a mesa diretora, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho (MDB), garantiu que o retorno das sessões presenciais será feito seguindo todos os protocolos de segurança em razão da pandemia de coronavírus.

Durante a reunião, ficou acordado que as atividades presenciais retornam no próximo dia primeiro de fevereiro, como já é habitual. “A decisão foi tomada e os nossos trabalhos retornam no dia primeiro de fevereiro como acontece todos os anos, só que com muito mais cautela”, afirmou o presidente.

Foto: Alef Leão/GP1Themístocles Filho
Themístocles Filho

Quanto ao funcionamento da Assembleia Legislativa em relação as sessões e reuniões das comissões técnicas, o presidente acredita que as atividades poderão acontecer em regime presencial, já que são 30 deputados em plenário e sete deputados em cada comissão técnica.

“Pode acontecer uma distância totalmente segura e recomendada pela Secretaria de Saúde do Estado, mas qualquer decisão o Plenário da Casa amanhã ou depois vai tomar”, finalizou.

Posse da mesa diretora

O deputado Themístocles Filho (MDB) foi reconduzido à presidência da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), durante votação que aconteceu no dia 8 de dezembro de 2020. A chapa de consenso tem ainda Flora Izabel (PT) como vice-presidente.

Ainda fazem parte da Mesa Diretora: Coronel Carlos Augusto (2º vice-presidente), Evaldo Gomes (3º vice-presidente), B.Sá (4º vice-presidente, Júlio Arcoverde (1º secretário), Gustavo Neiva (2º secretário), Franze Silva (3º secretário), Oliveira Neto (4º secretário). Eles tomam posse no próximo dia 2 de fevereiro.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.