GP1

Volta Redonda - Rio de Janeiro

Ciro diz que Bolsonaro liberou R$ 10 milhões para cavar poços no Piauí

“No mês passado defendi a importância da água para o sertão do nosso Estado em reuniões com o presidente Jair Messias Bolsonaro", disse o senador.

O senador Ciro Nogueira (presidente nacional do Progressista) usou as redes sociais para anunciar que o presidente da República Jair Bolsonaro liberou R$ 10 milhões para que a Codevasf possa realizar a compra de máquinas para cavar poços na região do Sertão do Piauí.

Nesta quinta-feira (13), Ciro Nogueira voltou a agradecer ao presidente Bolsonaro por ter atendido ao seu apelo e adiantou que em breve o maquinário vai iniciar os trabalhos.

“No mês passado defendi a importância da água para o sertão do nosso Estado em reuniões com o presidente Jair Messias Bolsonaro. Fiz a ele o pedido de um grande mutirão para cavar poços no Nordeste, especialmente no nosso Piauí. Hoje de manhã recebi a boa notícia: R$ 10 milhões liberados para que a Codevasf possa comprar as máquinas que vão trabalhar nesse mutirão o mais rápido possível”, escreveu senador no Instagram.

A post shared by Ciro Nogueira (@cironogueira) on

“Essas ações vão se somar ao que já tenho trabalhado junto ao Dnocs para garantirmos água doce e de qualidade para a população que sofre com a escassez. Minha gratidão ao presidente Bolsonaro, por ter escutado o nosso apelo. Deixo aqui minha mensagem de esperança para quem enfrenta a seca todo dia, porque em breve essas máquinas devem chegar aos municípios que tanto precisam desse bem tão precioso que é água”, completou Ciro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Indicado de Ciro Nogueira é o novo líder de Bolsonaro na Câmara

Ciro Nogueira: "vou defender o apoio à reeleição do Bolsonaro"

Ciro Nogueira afirma que relação com Bolsonaro incomoda adversários

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.