GP1

Saúde

Índia se aproxima dos 20 milhões de casos de covid-19 confirmados

Especialistas estimam que o número de infectados pode ser de cinco a dez vezes maior do que o reportado.
Por Estadão Conteúdo

A Índia anunciou 300 mil novos casos de coronavírus, nesta segunda-feira, 3, totalizando 19.93 milhões de casos confirmados no país, segundo o Ministério da Saúde. Especialistas estimam que o número de infectados pode ser de cinco a dez vezes maior do que o reportado oficialmente.

De acordo com a Reuters, além de sofrer com hospitais lotados, os indianos também estão com baixo suprimento de oxigênio médico e necrotérios e crematórios lotados.

Pelo menos 11 estados e territórios da união impuseram alguma forma de restrição para tentar conter as infecções, mas o governo do primeiro-ministro Narendra Modi reluta em impor um bloqueio nacional, preocupado com o impacto econômico.

"Na minha opinião, apenas uma ordem nacional de permanência em casa e uma declaração de emergência médica ajudarão a atender às necessidades atuais de saúde", disse Bhramar Mukherjee, epidemiologista da Universidade de Michigan, no Twitter. "O número de casos ativos está se acumulando, não apenas os novos casos diários. Mesmo os números relatados indicam que há cerca de 3,5 milhões de casos ativos."

O aumento nas infecções é a maior crise da Índia desde que Modi assumiu o cargo em 2014. Modi foi criticado por não tomar medidas antes para conter a disseminação e por permitir que milhões de pessoas sem máscara comparecessem a festivais religiosos e comícios políticos lotados em cinco estados durante março e abril.

Um fórum de consultores científicos criado pelo governo alertou as autoridades indianas no início de março sobre uma nova e mais contagiosa variante do coronavírus ocorrendo no país, disseram cinco cientistas que fazem parte do fórum à Reuters.

Apesar do alerta, quatro dos cientistas disseram que o governo federal não procurou impor grandes restrições para impedir a disseminação do vírus. Resta saber como sua maneira de lidar com a crise pode afetar Modi ou seu partido, ums vez que as próximas eleições gerais ocorrerão em 2024.

O partido de Modi foi derrotado no estado de Bengala Ocidental, na Índia, em resultados declarados no domingo, 2, embora tenha vencido no estado vizinho de Assam. Líderes de 13 partidos de oposição assinaram uma carta instando Modi a lançar imediatamente a vacinação nacional gratuita e priorizar o fornecimento de oxigênio a hospitais e centros de saúde.

Vacinas

Vários estados adiaram a ampliação da campanha de vacinação para adultos que deveria começar no sábado devido à falta de vacinas. O ministério nacional da saúde diz que os estados têm 10 milhões de vacinas estocadas e mais 2 milhões chegando nos próximos três dias.

Apesar de ser o maior produtor mundial de vacinas, a Índia não tem o suficiente para si - minando um plano para acelerar e ampliar a vacinação a partir de sábado. Apenas cerca de 9% de seus 1,4 bilhão de pessoas receberam uma dose.

A Índia tem lutado para aumentar a capacidade além de 80 milhões de doses por mês devido à falta de matéria-prima e um incêndio no Instituto do Soro, que fabrica a vacina AstraZeneca.

A variante indiana covid-19 já atingiu pelo menos 17 países, incluindo Reino Unido, Suíça e Irã, levando vários governos a fecharem suas fronteiras para pessoas que viajam ao país.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.