Colunista Brunno Suênio
GP1

Senadores do Piauí liberaram R$ 638 milhões em emendas secretas

Verbas foram enviadas às bases eleitorais para ações voltadas para o Governo, prefeituras e associações.

A bancada piauiense no Senado Federal destinou R$ 638 milhões das chamadas emendas do relator, identificadas na lei orçamentária pela sigla RP9, nos anos de 2020 e 2021. As verbas foram enviadas às bases eleitorais para ações voltadas a atender o Governo do Piauí, prefeituras e associações aliadas.  

A informação consta em ofícios enviados pelos três senadores ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, que posteriormente encaminhou os dados ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senadores do Piauí
Senadores do Piauí

O senador Elmano Férrer destinou um total de R$ 124.367.160,76 ( 2020 – R$ 73.107.045,98 e 2021 – R$ 51.260.114,78); Marcelo Castro liberou R$ 114.714.239,42 ( 2020 - R$ 78.223.911,00  e 2021 R$ 36.490.328,42) e a senadora Eliane Nogueira, que tomou posse em 2021, liberou R$ 399.280.837,78.

As emendas do relator diferem das emendas individuais, que são divididas de forma equilibrada entre os parlamentares. No caso das RP9, não era possível saber, até 2021, qual parlamentar indicou a utilização dos recursos, nem a justificativa para essa destinação. 

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.