Colunista Herbert Sousa
GP1

Pedida a intervenção do município de Nazária


O Programa Bolsa Família foi criado pelo Governo Federal com o objetivo de amenizar a situação dos brasileiros que vivem na linha da pobreza. Para ter direito ao benefício, as famílias carentes devem fazer um cadastro e atualizá-lo anualmente. Esse cadastramento e a verificação do perfil social de cada família para observar quem se enquadra no programa é feito pelos municípios. De acordo com várias famílias do município de Nazária, ter acesso ao Programa Bolsa Família está sendo um tormento e gerando imensas dificuldades, inclusive de subsistência.

As famílias informaram que, em consequência do envio incorreto dos dados cadastrais de alguns moradores, muitos estão perdendo o benefício, ou seja, a verba que fazia o sustento de várias residências não está sendo depositada por falta de informações.
Imagem: ReproduçãoClique para ampliarGustavo Henrique(Imagem:Reprodução)Gustavo Henrique

Observando a situação das famílias, um dos lideres do município, Gustavo Henrique, juntamente com o líder comunitário João de Eudes Ribeiro Gomes, entraram com uma solicitação junto a Secretaria de Assistência Social e da Cidadania do Piauí (Sasc), pedindo que a mesma interviesse na situação do município que já perdura por mais de dois anos.

“Há muito tempo ouvimos reclamações dos moradores sobre a área social do município, principalmente no que diz respeito ao bolsa família. Então, entramos com o pedindo junto ao secretário Francisco Guedes, pedindo para que ele envie uma equipe especializada à Nazária, para que analise como é feito o recadastramento do programa, as falhas que existem e depois efetive a intervenção no município. A prefeitura da cidade não dá as condições necessárias para a população e nada faz para que seja ampliado o benefício dado pelo programa Bolsa Família. Isso não pode acontecer e muito menos continuar, pois a população que tem esse benefício não pode continuar sendo penalizada”, destaca Gustavo Henrique.

Gustavo e Eudes denunciam ainda que, desde a emancipação política do município, a prefeitura tem uma secretaria de Assistência Social, mas que na prática não funciona, ou seja, a família entrega todos os documentos necessários e na hora de dar os encaminhamentos os mesmos não chegam a Brasília.

Ainda segundo Gustavo Henrique, quando o prefeito é questionado sobre o caso, ele sempre coloca a culpa no Governo Federal. Culpa essa desmentida pelo secretário estadual da Assistência Social, Francisco Guedes. “A culpa é da prefeitura que não está buscando resolver rapidamente o problema em questão, pois a nível federal está tudo resolvido”, comenta Francisco Guedes.

"Faço ainda um apelo para que qualquer cidadão e autoridades constituídas visitem o nosso município e vejam o quanto estamos carentes de gestão, basta perguntar a qualquer popular e constatar na razão e emoção como estamos carentes de tudo, pois basta verificarmos na saúde a ausência da secretária, que não anda e muito menos dá expediente na cidade, sendo já caso de improbidade administrativa por termos uma servidora de primeiro escalão municipal ausente e sendo paga com dinheiro público para tal fim. Então, confiante que teremos bons resultados em relação ao programa Bolsa Família com a intervenção do Estado, é que dá mais tranquilidade na diminuição das injustiças sociais e as distâncias entre quem tem muito e outros que não tem quase nada”, finaliza Gustavo Henrique.

Abaixo cópia do pedido de intervenção em Nazária:

Imagem: ReproduçãoPedido de intervenção em Nazária(Imagem:Reprodução)Pedido de intervenção em Nazária




Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.