Colunista Herbert Sousa
GP1

Delegacias do interior do Piauí estão abandonadas enquanto delegado que comanda a GPI vive na boemia


O blog recebeu informações de que as delegacias do interior do Piauí estão em sua grande maioria funcionando em situações precárias ou mesmo sem nenhuma estrutura, conforme imagens.

Em entrevista ao sítio da polícia civil do Piauí, o delegado classe especial Adail Abdias de Barros, gerente da GPI (Gerência de Policiamento do Interior) fala que seu interesse é prestar um melhor serviço a população. Diz ainda que os policiais civis lotados na GPI estão sempre de prontidão para atender as demandas do interior, trabalhando dia e noite e até aos finais de semanas se for preciso e foi enfático em afirmar: Aqui não há preguiça.

Imagem: DivulgaçãoDelegado Adail Barros(Imagem:Divulgação)Delegado Adail Barros
Segundo relatos de policiais civis que preferem o anonimato temendo represálias, o delegado Adail Barros quando fala em “prestar um melhor serviço, estar sempre de prontidão e nunca ter preguiça” não é com relação a coisa pública, mas sim com seu lema de vida: Viver na boemia.
Imagem: DivulgaçãoDelegacias do interior funcionam em situação precária(Imagem:Divulgação)Delegacias do interior funcionam em situação precária
Imagem: DivulgaçãoDelegacias do interior funcionam em situação precária(Imagem:Divulgação)Delegacias do interior funcionam em situação precária
Imagem: DivulgaçãoDelegacias do interior funcionam em situação precária(Imagem:Divulgação)Delegacias do interior funcionam em situação precária
Imagem: DivulgaçãoDelegacias do interior funcionam em situação precária(Imagem:Divulgação)Delegacias do interior funcionam em situação precária

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.