Colunista Herbert Sousa
GP1

Deputada do PSOL declama poema "Sou puta, sou mulher" na ALESP


A deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), nesta quarta-feira (02), para declamar o poema “Sou puta, sou mulher”, de Helena Ferreira.

"Sou puta, sou puta quando uso a boca vermelha, meu salto agulha e meu vestido preto. Sou puta, mordo no final do beijo, não fico reprimindo desejo e nem me escondo na aparência de menina, sou uma puta de primeira", discursou a parlamentar.

O deputado Douglas Garcia (PSL-SP) divulgou trecho do momento do discurso da parlamentar, em sua página no Twitter. Ele afirmou ainda que vai pedir a cassação do mandato da colega por quebra de decoro parlamentar.

Isa também se manifestou através do Twitter. Ela escreveu que recebeu várias mensagens de ódio, mas que também recebeu muitos apoios. "A leitura do poema 'Sou puta, sou mulher', que fiz ontem, na tribuna da ALESP, gerou dezenas de mensagens de ódio e um pedido de cassação, feito pelo delegado Douglas Garcia. Mas não estamos sozinhas, recebemos inúmeras mensagens de apoio ao nosso mandato!", afirmou.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.