Colunista Herbert Sousa (in memory)
GP1

Candidato a prefeito de Valença diz que vai matar o prefeito Venício do Ó; ouça áudios


O candidato a prefeito de Valença do Piauí, Marcelo Costa (Progressistas), da “Coligação Juntos Pela Mudança”, está sendo acusado de ameaçar de morte o prefeito de Pimenteiras, Venício do Ó, e a sua mãe, em conversa telefônica gravada pelo próprio gestor.

Venício também é vice-presidente estadual do PTB e coordenador de campanha da Coligação “Nasce uma Esperança”, em Valença do Piauí, onde sua esposa Carmelina do Ó é candidata a prefeita.

  • Foto: Facebook/GP1Marcelo Costa é acusado de ameaçar prefeito Venício do ÓMarcelo Costa é acusado de ameaçar prefeito Venício do Ó

Venício do Ó registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Valença do Piauí, relatando que ele e sua mãe foram caluniados, injuriados e ameaçados de morte, caso sua esposa seja eleita prefeita municipal.

Em áudios atribuídos a Marcelo Costa, em coversa telefônica com Venício do Ó, o candidato a prefeito de Valença diz que é capaz de algemar e torturar Venicio do Ó, e em seguida matá-lo.“Tu pensa que eu não tenho estrutura pra um dia te pegar, te algemar e antes de te matar eu vou mandar tu dizer tudo isso, só pra você entender.(...) você pegou um doido, eu quero lhe mostrar pra você e pra Deus”, ameaçou.

Já em outro gravação, Marcelo Costa afirma que quem vai mandar é a família dele. “tu vai ver, se tu ganhar essa eleição minha… e eu honesto… (sic) moço, eu mando te matar não, minha família manda… num é segredo… tu é louco, cara, tu é louco".

Marcelo também diz que Venicio do Ó não conhece a sua quadrilha do Maranhão e de Alagoas e arremata: “Se tu vê a minha quadrilha do Maranhão, Alagoas, cara, tu é louco, diz aí que vai ganhar essa eleição minha aqui”.

Em outro áudio, Marcelo chega até a ameaçar a mãe de Venício. "Você vai ver quem é esse louco aqui, você não é capaz não, se não mando matar você e sua mãe", garantiu.

O boletim de ocorrência foi registrado ontem (05), por volta das 10h05min e o caso será investigado pela Policia Civil.

Clique aqui e confira o boletim na íntegra

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.