Blog Opinião
GP1

Partidos brincam de fazer pesquisa e a cada semana aparece um quadro novo no Piauí


"O eleitor do Piauí começa a viver o já tradicional quadro das pesquisas eleitorais. A cada semana aparece um novo resultado. Cada partido encomenda a sua pesquisa, quando o adversário surpreende, ele esconde a pesquisa, ou então peita o instituto para fornecer um quadro onde ele possa estar crescendo ou o adversário tendo uma grande rejeição.

Esse filme é antigo. Várias eleições já foram ganhas, especialmente em Teresina, com essa farsa de um certo candidato subir assustadoramente quando tudo não passou de jogada de marketing. A população deve ficar atenta para coisas esquisitas que aparecerão daqui pra frente com relação às pesquisas que ainda advirão por conta da aproximação das convenções.

A divisão de forças dentro da coligação governista deixa o candidato da oposição Silvio Mendes na pole position até mesmo nas regiões onde os governistas pensavam liderar a campanha. Entretanto, já começam a aparecer pesquisas mostrando crescimento de um candidato e queda de outro. Tudo isso faz parte do jogo de poder. Quem tiver mais poder (bala) vai naturalmente tentar buscar o seu crescimento nas pesquisas. Isso sem se falar no esquema para rebaixar os números do seu concorrente.

Os institutos de aluguéis costumam fazer o jogo dos partidos e, na reta final da campanha, nas duas últimas pesquisas, depois de terem conseguido equilibrar o quadro eleitoral, aparecem com novos números, às vezes anunciando empate técnico.

Em nosso país a corrupção eleitoral e administrativa começa no período em que antecede as eleições e termina nas administrações corruptas, sem uma fiscalização que convença a sociedade de que o seu dinheiro está sendo bem vigiado pelos órgãos de fiscalização. Ledo engano, eles não fiscalizam nada, não apuram nada, até parece que a ordem é fazer vistas grossas para a corrupção vergonhosa. Um verdadeiro caso de polícia. Por isso, não acreditem muito nessas pesquisas. Tudo não passa de jogo de interesse dos partidos que preferem se iludir do que conviver com a realidade de cada um".

*Tomaz Teixeira é jornalista do Portal Jogoaberto.com

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.