GP1

Brasil

Milton Ribeiro e pastores passam por audiência de custódia nesta quinta

Milton em São Paulo, Arilton, no Pará, os dois de forma online, e Gilmar presencialmente, em Brasília.

Os três presos durante a Operação Acesso Pago, da Polícia Federal, ex-ministro Milton Ribeiro, Gilmar Santos e Arilton Moura, vão passar por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (23). Milton em São Paulo, Arilton, do Pará, os dois de forma online, e Gilmar presencialmente, em Brasília-DF.

Além disso, duas pessoas foram presas durante a operação, o ex-assessor do MEC e advogado Luciano de Freitas Musse e o ex-assessor da Prefeitura de Goiânia Hélder Diego Bartolomeu.

Relembre o caso

Milton Ribeiro, é advogado, pastor, professor e teólogo brasileiro. Nascido em 1958, em São Vicente- SP, é ex-ministro da Educação do governo atual.

No início de 2022, veio à público um áudio onde Milton Ribeiro afirmava que priorizava repasses da Educação a determinadas prefeituras. Porém, logo após, ele negou a existência de irregularidades. Em seguida, Ribeiro passou a ser motivo de investigação.

Alguns prefeitos também denunciaram pedidos de propina em troca da liberação de recursos para os municípios. O ex-ministro disse que pediu apuração dessas denúncias à Controladoria-Geral da União.

Ribeiro já havia prestado depoimento à PF no final de março, quando confirmou que recebeu o pastor Gilmar em seu gabinete. No entanto, negou que tenha ocorrido favorecimento.

No dia 22 de junho, a Polícia Federal, prendeu preventivamente o ex-ministro da Educação durante a Operação Acesso Pago, que investiga esquemas de corrupção durante sua gestão frente ao MEC. No mandado de prisão, consta ao menos quatro crimes cometidos por Milton, corrupção passiva, advocacia administrativa, prevaricação e tráfico de influência.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.