Fechar
GP1

Brasil

Morre economista e ex-deputada Maria da Conceição Tavares

A família confirmou a notícia, mas optou por não divulgar a causa do falecimento.

A renomada economista e ex-deputada federal, Maria da Conceição Tavares, membro do Partido dos Trabalhadores (PT), faleceu neste sábado, dia 8, na cidade de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, aos 94 anos. A família confirmou a notícia, mas optou por não divulgar a causa do falecimento. Maria da Conceição deixa dois filhos, Laura e Bruno, dois netos, Ivan e Leon, e um bisneto, Théo.

Nascida em Portugal, em 24 de abril de 1930, durante a Grande Depressão, Maria da Conceição Tavares se tornou uma figura central no pensamento desenvolvimentista brasileiro e uma fervorosa militante de esquerda. Em 2018, foi homenageada por seus 88 anos de vida.

Foto: Reprodução/TV CulturaEx-deputada Maria da Conceição Tavares
Ex-deputada Maria da Conceição Tavares

Em uma entrevista concedida ao jornal O Globo, ela expressou seu pessimismo em relação à situação do Brasil, mas manteve a esperança na juventude. “Continuo querendo uma democracia multirracial nos trópicos, que era a tese de Darcy Ribeiro”, afirmou Maria da Conceição. “Isso era realmente o que eu queria ver, mas por enquanto não tem.”


Maria da Conceição chegou ao Brasil em 1954 e se naturalizou brasileira em 1957. Foi uma crítica incisiva da política econômica do Regime Militar e dos planos liberais de Fernando Henrique Cardoso.

Durante o Regime Militar, ela se exilou no Chile, onde trabalhou na Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal). Defendeu veementemente o modelo nacional desenvolvimentista, com foco na substituição de importações.

Em 1974, Maria da Conceição foi presa pelo Regime Militar e passou 48 horas nos porões do Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI) no Rio. A prisão foi resultado de uma disputa interna de poder no governo de Ernesto Geisel. Seu texto de 1972, “Auge e Declínio do Processo de Substituição de Importações no Brasil”, é uma leitura essencial sobre o tema.

A economista foi filiada ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) de 1980 até 1989. Em 1994, Maria da Conceição se filiou ao Partido dos Trabalhadores (PT), pelo qual concorreu e foi eleita deputada federal pelo Rio de Janeiro. Ela atuou na Câmara dos Deputados entre 1995 e 1999.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.