STJ vai julgar mais um recurso do ex-vereador Djalma Filho

- atualizado

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça – STJ vai julgar mais um recurso do ex-vereador Djalma Filho, acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista Donizetti Adalto, ocorrido em 1998.

Djalma pleiteia o envio dos autos ao Supremo Tribunal Federal – STF alegando cerceamento de defesa.

  • Foto: Facebook/Djalma Filho- DivulgaçãoDjalma Filho e Donizetti AdaltoDjalma Filho e Donizetti Adalto

A Subprocuradora-Geral da República Maria Hilda Marsiaj Pinto opina pelo indeferimento do pedido.

O julgamento está pautado para 14h do dia 20 de fevereiro deste ano.

O crime vai prescrever, caso não seja julgado pelo Tribunal Popular do Júri até 19 de janeiro de 2020, já que Djalma Filho foi pronunciado pela Justiça em 19 de janeiro de 2000, marco inicial para contagem do prazo prescricional, que é de 20 (vinte) anos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Caso Donizetti Adalto: Contagem regressiva para a prescrição

Superior Tribunal de Justiça nega mais um recurso de Djalma Filho

Assassinato de Donizetti vai completar 20 anos e prescreverá em 2020

Mais conteúdo sobre:
Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811