Zé Santana não terá direito ao plano de saúde vitalício do Senado

O deputado Zé Santana (MDB) assume vaga no Senado Federal na próxima sexta-feira (14) com a renúncia de Regina Sousa.

Com todas as prerrogativas inerentes ao cargo, Zé Santana só não terá direito, ao final do curto mandato de pouco mais de 45 dias, ao cobiçado plano de saúde vitalício, pois para que isso seja possível é exigido um único requisito: exercício ininterrupto por 180 dias.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Secretário da Secretaria Estadual da Assistência Social e Cidadania (Sasc), Zé SantanaZé Santana

O plano de saúde dos senadores que preenchem o requisito - extensivo aos seus dependentes - é vitalício e abrange atendimento médico-hospitalar; médico-ambulatorial; assistência domiciliar de emergência, urgência, traslado terrestre ou aéreo; odontológico ou psicoterápico, inclusive no exterior.

Mais conteúdo sobre:
Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811