GP1

Coronavírus no Piauí

Covid-19: funcionários da Central do SUS de Teresina reivindicam vacina

A FMS informou que os trabalhadores receberão a dose quando a vacinação for aberta a esse público.

Os funcionários da Central do Serviço Único de Saúde (SUS) da Fundação Municipal de Saúde de Teresina estão reivindicando a vacinação dos trabalhadores administrativos, que atendem vários públicos que lidam diretamente com o setor Covid-19.

De acordo com os funcionários, que preferiram não se identificar, a reivindicação é necessária em função do grande número de trabalhadores que já foram diagnosticados com a doença. Eles afirmaram ainda que os demais funcionários do prédio já foram imunizados e atuam no mesmo local.

“Nós trabalhamos na Central do SUS e os funcionários administrativos ainda não foram vacinados. Nós temos duas diretorias no mesmo prédio, a Diretoria de Regulação e a Diretoria de Vigilância Sanitária (GVS), que autoriza a distribuição de vacinas, e todos os funcionários administrativos da GVS estão vacinados”, pontuou um trabalhador.

Outro funcionário ressaltou que mesmo quando os colegas de trabalho são infectados com Covid-19, os demais funcionários continuam no mesmo local de trabalho. Eles alegam que assim como os demais setores, os servidores da Central do SUS também devem ser imunizados.

“Nós temos mais de 150 funcionários e os administrativos precisam ser vacinados, porque aqui entram prestadores de serviço, usuários e na ouvidoria, todos já pegaram Covid-19. Então, toda vez que se faz teste em funcionário da Central do SUS um testa positivo. Ontem mesmo três pessoas testaram positivo e a gente continuou trabalhando. Nós ficamos dentro de um galpão que não tem entrada nem saída de ar. Então todos nós estamos correndo riscos”, reclamou.

No local funciona ainda o Conselho Municipal de Saúde e a Gerência de Tecnologia da Informação, que realiza a manutenção da Unidade Básica de Saúde.

O que diz a FMS

Por meio de nota, a Fundação Municipal de Saúde informou que os trabalhadores da saúde receberão a dose quando a vacinação for aberta a esse público.

Confira a nota na íntegra

A Fundação Municipal de Saúde informa que os colaboradores da Central do SUS, por não estarem na linha de frente de atendimento em saúde, ou seja, não trabalham com pacientes que são considerados servidores de saúde e sim trabalhadores da saúde, portanto, com menos risco de contágio pela Covid-19.

Diante da pouca quantidade de doses de vacina, foi necessário priorizar grupos de risco, como profissionais da linha de frente (servidores de saúde) e idosos. A FMS informa ainda que os referidos trabalhadores da saúde receberão sua dose em momento oportuno, quando a vacinação for aberta a esse público.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.