GP1

Coronavírus no Piauí

Piauí aplicou 252 doses vencidas da vacina AstraZeneca, diz Folha

Segundo levantamento feito junto ao Ministério da Saúde, somente em Teresina foram aplicadas 114 doses.

Reportagem da Folha de S. Paulo publicada nesta sexta-feira (02) revela que pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país. O levantamento foi feito junto aos registros oficiais do Ministério da Saúde. Segundo os dados apurados, no Piauí foram aplicadas 252 doses vencidas.

De acordo com a reportagem, 33 cidades piauienses aplicaram doses vencidas do imunizante: Teresina, Lagoa de São Francisco, Itaueira, Madeiro, Guadalupe, Sebastião Leal, São José do Piauí, Uruçuí, Jatobá do Piauí, Antônio Almeida, Olho D’Água do Piauí, São João da Varjota, Jerumenha, José de Freitas, União, Santa Cruz do Piauí, Jaicós, Amarante, Capitão de Campos, Palmeirais, Barro Duro, Floriano, Alegrete do Piauí, Lagoa do Piauí, Queimada Nova, Miguel Alves, Santana do Piauí, Campo Maior, Barras, São Félix do Piauí, Piripiri, Piracuruca.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Astrazeneca
Astrazeneca

Somente em Teresina foram administradas 114 doses. Lagoa de São Francisco vem logo depois com 29 doses, seguida de Itaueira, que aplicou 20 doses, Madeiro (12), e Guadalupe (10). Essas foram as cinco cidades do Piauí que aplicaram mais doses vencidas.

No Brasil

A reportagem diz que até o dia 19 de junho os imunizantes vencidos tinham sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros. As doses vencidas são de oito lotes da AstraZeneca. Um deles venceu em 29 de março, e o que venceu há menos tempo expirou dia 04 de junho.

As pessoas podem conferir o lote na carteira individual de vacinação. Quem tiver tomado uma dose de um desses lotes deve procurar uma unidade de saúde para receber orientações e acompanhamento.

Ainda conforme o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, a pessoa que tomou uma vacina vencida precisa se revacinar em pelo menos 28 dias após ter recebido aquela dose.

O que diz a Sesapi

Em nota enviada à imprensa, a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) esclareceu que todos os lotes de vacinas enviados ao Piauí pelo Ministério da Saúde estão dentro do prazo de validade. A Sesapi explicou ainda que, antes de distribuir os imunizantes para os municípios, o prazo de validade é verificado novamente.

Confira a nota na íntegra

A Secretaria de Estado da Saúde informa que todos os lotes de vacinas enviados pelo Ministério da Saúde ao estado do Piauí estão dentro do prazo de validade. As caixas contêm nota técnica com informações sobre a data de validade dos imunizantes encaminhados, assim como em todos os frascos constam os prazos de vencimento.

A Sesapi esclarece ainda que antes da distribuição para as Regionais de Saúde, a Coordenação de Imunização verifica além do prazo de validade, a temperatura de acondicionamento dos imunizantes, que vêm sendo aplicados dentro do prazo de validade apresentados em documentos oficiais do Ministério da Saúde.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.