GP1

Eleições 2020

Prefeito eleito Edilson Capote é alvo de operação da PF em Barras

Em Barras, a Polícia Federal cumpriu mandados nas residências de Capote e de sua irmã, identificada como Ivanilda.

O prefeito eleito de Barras, Edilson Capote, é um dos alvos da operação "Democracia Pescada" da Polícia Federal deflagrada, na manhã desta quarta-feira (25), contra a prática de crime eleitoral. Ao todo, estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, sete deles em Barras e um em Brasília-DF.

Em Barras, a Polícia Federal cumpriu mandados nas residências de Capote e de sua irmã, identificada como Ivanilda.

  • Foto: Reprodução/Facebook Edilson CapoteEdilson Capote

De acordo com a Polícia Federal, as ações desta manhã visam apurar o teor de notícia-crime, na qual se afirmou que um grupo político teria comprado, para as eleições de 2020, o apoio de pré-candidatos e lideranças políticas da cidade de Barras para a prática de corrupção eleitoral.

O nome da operação tem relação com a denominação dada aos grupos em que foram subdivididos os políticos e lideranças compradas.

  • Foto: Divulgação/PF-PIPolícia Federal nos imóveis do prefeito eleito Edilson Capote e da irmãPolícia Federal nos imóveis do prefeito eleito Edilson Capote (à esquerda) e da irmã

Capote foi eleito prefeito de Barras pelo PSD com 13.825 votos, 50,69%. Ele derrotou o atual prefeito Carlos Monte, que tentou a reeleição, e obteve 10.257 votos, 37,61%.

Outro lado

Procurado, o celular de Edilson Capote estava desligado.

NOTÍCIA RELACIONADA

PF deflagra operação Democracia Pescada em Barras e cumpre 8 mandados

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.